Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 29/07/2019

Exposição destaca a qualidade do campolina de criadores baianos

Os olhos dos jurados da ABCCC (Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Campolina) observavam seis cavalos da raça conduzidos por tratadores elegantemente dar voltas no redondel. Estavam atentos às qualidades e defeitos dos animais.

 

Um deles, na noite de sábado, 27, seria escolhido como o grande campeão da raça do PortalFeira, que reuniu cerca de 200 de animais da raça, no Parque de Exposição João Martins da Silva, em Feira de Santana.

 

Galhardo do Onaiti, do rebanho de Paulo Mariotti, de Irará ficou com o título. Outro cavalo dele terminou a noite como reservado campeão – ou vice-campeão. O criador levou outros 23 animais à mostra.

 

“Estamos numa corrida com criadores de outros estados, em condições de igualdade, aqui já conseguimos produzir em quantidade com qualidade”, afirmou Paulo Mariotti, enquanto comemorava o bom desempenho dos seus animais.

 

A boa qualidade e a quantidade do rebanho baiano são confirmadas pelo presidente da ABCCC, Plínio Siqueira. “Cerca de 20% do rebanho de campolina está na Bahia, estado onde são realizados 30% dos eventos desta raça no país”. A quantidade coloca os baianos na segunda posição nacional. Em Minas Gerais está 60% do rebanho nacional.

 

Ele projeta que em cinco anos, a Bahia vai estar bem próximo de Minas, tanto em termos de quantidade quanto em qualidade genética dos rebanhos e destaca a qualidade, que considera muito boa, dos animais na marcha picada e na marcha batida.

 

Jurado da ABCCC, Paulo Renato Tavares disse que muitos dos animais campeões na ExpoPortal vão participar da exposição nacional, em outubro, em Conselheiro Lafaiete (MG), como atores principais e não como coadjuvante. “Acredito que eles vão disputar títulos e não apenas participar”.

 

Paulo Renato disse que no ExporTal as dificuldades para se chegar às conclusões são mais demoradas pela qualidade e quantidade dos animais que são levados à pista. “Aqui, depois da Nacional e Brasileira é realizada a maior exposição de campolina”.

 

Lúcia Miranda, da comissão de organização do evento, disse que os criadores baianos estão cada vez mais se organizando para que dos seus haras saiam animais de alta linhagem. “Estamos cada vez mais aprendendo lidar com as novidades deste setor para os nossos animais se tornem grandes campeões”.

 

Além da exposição de animais, o evento teve ainda apresentações musicais e a Feira da Praça, evento que reúne vários nichos do comércio local, como artesanato, comidas e bebidas.

 
Secom