Exposição no Parque do Saber atrai centenas de visitantes

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

unnamed (2) Aberta no Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo desde o dia 14 deste mês de janeiro, a exposição do acervo do Museu Geológico da Bahia já atraiu 463 visitantes somente até o final de semana. E quem for ao equipamento público mantido pela Prefeitura de Feira de Santana, através da Fundação Egberto Costa, terá a oportunidade ímpar de conhecer de perto as 119 peças do acervo, dentre meteoritos, rochas, recursos minerais, fósseis, pedras ornamentais, gemas, petróleo e seus derivados e também informações sobre o sistema solar e o universo.

 
Dentre os fósseis em exposição, um osso de uma preguiça gigante, datado entre 2 milhões a sete mil anos atrás. Também um osso fossilizado de um mastodonte, animal que teria vivido em território baiano há mais de 11 mil anos e que se assemelhava a um elefante, o de um peixe fossilizado, madeira fossilizada e o de um pseudo-fóssil.

 

Dentre as peças em exposição ainda estão meteoritos, como o Santa Catarina, achado em 1975, em Santa Catarina; o Campo Del Cielo, achado em Choco, na Argentina, e o Uruaçu, achado em Goiás, em 1992.

 

Os visitantes também podem conhecer os recursos minerais, pedras ornamentais e gemas, a exemplo de Magnesita, manganês, grafita, talco, falena, vanadinila, bauxita e rochas. E dentre as gemas estão esmeraldas, turmalinas, jaspe, topázio, além de pérola e ouro.

OUTRAS NOTÍCIAS