Versículo do dia
E eu não o conhecia, mas o que me mandou a batizar com água, esse me disse: Sobre aquele que vires descer o Espírito e sobre ele repousar, esse é o que batiza com o Espírito Santo.

Facebook suspende página de ministério cristão que ajuda pessoas com atração indesejada pelo mesmo sexo

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

O Facebook removeu a página de um ministério cristão interdenominacional que ajuda as pessoas que lutam contra atrações sexuais indesejadas e confusão de gênero.

A Restored Hope Network disse que sua página no Facebook foi removida sem aviso ou explicação pelo gigante da mídia social.

A diretora executiva da organização, Anne Paul, disse que a suspensão foi um “exemplo assustador de discriminação de ponto de vista”.

“O Facebook está decidindo que eles têm autoridade para silenciar as histórias daqueles de nós cujas vidas mudaram”, disse ela.

“A ação desdenhosa deles – cancelar nossa página como se ela nunca tivesse existido, deixando uma vaga mensagem ‘o link pode estar quebrado’ em seu lugar – é vergonhosa.

“Nem mesmo estender-nos a cortesia de uma notificação, uma chance de oferecer nosso lado da história tão politizada, é injusto.”

Paulk acredita que a suspensão é parte de uma campanha mais ampla das plataformas de mídia social para censurar organizações que ajudam pessoas com atração indesejada pelo mesmo sexo.

Esta forma de aconselhamento foi amplamente apelidada de ‘terapia de conversão’ (no Brasil é conhecido como ‘cura gay’), mas Paulk disse que este termo é um “termo deliberadamente provocador” cunhado por ativistas LGBTQ e não descreve com precisão o apoio oferecido a homens e mulheres que lutam contra seus desejos homossexuais

Paulk disse que o grupo continuará a apoiar os direitos dos indivíduos na busca de ajuda e cura para seus sentimentos.

“A liberdade de escolher o que fazer da vida – e buscar a ajuda que deseja – é um valor muito caro”, disse ela.

“As pessoas que buscam mudanças devem ser livres para encontrar serviços e recursos de conselheiros, escolas, igrejas e ministérios como o nosso para ajudá-los a alcançar seus objetivos desejados.

“Continuaremos aqui, lutando por seus direitos, apesar dos melhores esforços do Facebook para nos amordaçar e privá-los de direitos”.

Obstáculos semelhantes foram enfrentados pelo Core Issues Trust, um ministério com sede na Irlanda do Norte que oferece apoio a pessoas confusas sobre seu gênero ou sexualidade.

As contas bancárias da organização sem fins lucrativos Paypal, Mailchimp e Barclays foram todas suspensas no início deste ano após uma campanha hostil no Twitter.

Na mesma época, o Instagram e o Facebook começaram a banir postagens das páginas do Core Issues Trust que alegavam promover ‘terapia de conversão’.

Uma petição apelando ao Barclays para restabelecer a sua conta bancária foi assinada mais de 70.000 vezes.

O governo britânico está planejando proibir a terapia de conversão. O primeiro-ministro Boris Johnson chamou de “abominável” e disse que um estudo será conduzido sobre ele.

O fundador da Core Issues Trust, Mike Davidson, disse recentemente ao Christian Today que uma proibição “atrapalharia” os direitos das pessoas que querem ajuda.

“Estamos realmente dizendo que um homem que é casado e sente atração pelo mesmo sexo, mas deseja salvar seu casamento e proteger seus filhos, será proibido de receber ajuda?” ele disse.

“E quanto àqueles que nos dizem que seus sentimentos pelo mesmo sexo surgiram após serem abusados ​​sexualmente e querem ajuda com isso?

“Estamos honestamente dizendo que eles não podem receber essa ajuda? Porque se for, isso é desumano.”

Folha Gospel com informações de The Christian Today

OUTRAS NOTÍCIAS