Falso pastor é preso suspeito de abusar de criança, adolescente e da mãe delas

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Uma mulher de 30 anos e suas duas filhas, de 8 e 12 anos, relataram que foram vítimas de abuso cometido por um homem que se identificava como pastor, tudo após um culto religioso em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Segundo a Polícia Militar, um homem de 29 anos foi preso suspeito do crime e negou as acusações.

A Polícia Civil registrou o caso no domingo (10) e deve investigar as denúncias por meio das delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente e Especializada no Atendimento à Mulher. O G1 tentou contato com delegadas para saber detalhes sobre as apurações e aguarda retorno.

De acordo com registro da Polícia Militar, o falso pastor e as vítimas participaram de um culto e, em seguida, o homem teria dito que a mulher e as filhas estavam “endemoniadas”, tendo ido à casa delas para continuarem em oração.

Segundo o relato das vítimas à corporação, o autor tocou nas partes íntimas delas durante essas preces, tendo inclusive tentado colocar o próprio órgão na boca da criança enquanto a mãe não estava no cômodo.

De acordo com a Polícia Militar, esse ato levou a menina começar a chorar compulsivamente, o que deixou a mãe desesperada e perguntando ao homem o que havia acontecido, já que ela não estava no cômodo nos momentos antes. Neste momento, segundo o registro policial, o autor saiu correndo.

O suspeito do crime foi preso horas depois, dentro do carro indicado por testemunhas como sendo dele. Segundo a PM, o homem estava dormindo e negou ter cometido qualquer crime.

G1 Goiás.

OUTRAS NOTÍCIAS