Falta de asfalto dificulta recapeamento em ruas da cidade

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Empresa tem encontrado dificuldades na compra do produto

Os serviços de recapeamento asfáltico, em Feira de Santana, terão continuidade quando a Refinaria Landulpho Alves retomar o fornecimento desse material (CAP- Cimento Asfáltico de Petróleo). A empresa responsável em realizar os serviços, no município, tem enfrentado dificuldades em adquirir o produto na Bahia, o que tem elevado os custos.

Por esse motivo, os trabalhos da Superintendência de Operações e Manutenção (SOMA) estão concentrados somente no tapa-buraco.

“Estamos assegurando as manutenções das vias com os serviços de tapa-buraco buscando o asfalto em Fortaleza, no estado de Ceará. Porém, torna-se inviável fazer o recapeamento asfáltico, neste momento, devido ao custo ser mais elevado”, afirma o superintendente da SOMA, João Vianey.

Segundo o engenheiro, as operações de tapa-buraco estão concentradas nos bairros SIM, Centro e Tomba.

Foto: Jorge Magalhães-Secom

OUTRAS NOTÍCIAS