Feira Quer Silêncio apreende paredões e eventos com som alto são encerrados

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Combate à poluição sonora agora em quatro dias

Entre quinta-feira, 3, e este domingo, 6, a operação de combate à poluição sonora em Feira de Santana, o Feira Quer Silêncio, apreendeu nove aparelhagens de som. Os dados foram divulgados pelo Departamento de Fiscalização da SEMMAM (Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Recursos Naturais).

Foram recolhidos dois paredões, cinco equipamentos sonoros em comércio e dois deles em residências. Além disso, o órgão da Prefeitura emitiu três notificações, sendo duas delas para estabelecimentos que tiveram eventos encerrados. A outra foi para um proprietário de veículo.

O chefe de Fiscalização da SEMMAM, Camilo Cerqueira, destaca que foram incluídos mais dois dias para as fiscalizações, às quintas e sextas-feiras.

“O nosso objetivo é fazer cumprir a lei de combate à poluição sonora. Neste final de semana as equipes circularam por mais de 20 bairros atendendo a denúncias”, afirmou.

Entre os locais visitados estão Santa Mônica, Queimadinha, Aviário, Panorama, Papagaio, Mangabeira, Olhos D´ÁGUA, 35 BI, Cidade Nova e Parque Getúlio Vargas.

Segundo a secretária interina da pasta, Cleane Oliveira, o órgão vai intensificar as ações de combate à poluição sonora no município, sobretudo para evitar as aglomerações e conter o avanço da Covid-19. A operação Feira Quer Silêncio tem a parceria da Guarda Municipal, Polícia Militar e a Superintendência Municipal de Trânsito (SMT).

Secom -Foto: Divulgação

 

OUTRAS NOTÍCIAS