Feira registrou 161 casos de tuberculose no ano passado

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Feira de Santana confirmou 161 casos de tuberculose em 2021. Ainda assim, os casos da doença apresentam uma redução se comparado aos anteriores. É o que afirma a enfermeira referência Gilca Lessa.

“Em 2011 foram identificados 195 casos. Entre 2017 e 2018 iniciou uma redução que vem se mantendo. Acredita-se que a pandemia da Covid-19 também contribuiu para a queda no número de casos diagnosticados de tuberculose”, explicou.

Nesta quinta-feira, 24, é o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. Esta é uma doença bacteriana infecciosa e é transmitida de uma pessoa a outra ao espirrar, tossir ou falar. Afeta principalmente os pulmões e pode ser grave se não diagnosticada e tratada precocemente.

Neste dia, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) vai intensificar as ações contra a doença conscientizando a população como prevenir, além de orientar sobre os sintomas e o tratamento, que é disponibilizado gratuitamente pelo Centro de Referência Dr. Leone Coelho Leda e nas Unidades Básicas de Saúde. Atualmente, 88 pessoas recebem atendimento gratuito pelo SUS.

Diagnóstico

O diagnóstico da doença é feito além do Teste Rápido Molecular também por meio da baciloscopia, mais conhecido como exame do escarro.

Caso o indivíduo apresente tosse por mais de três semanas, tenha falta de apetite, perda de peso, suor noturno, cansaço e dor no peito deve buscar orientação médica.

Essa pessoa pode procurar a unidade de saúde mais próxima a sua residência, onde será atendida e o profissional solicitará o exame.

“Alertamos a toda a população que a tuberculose tem cura e todas as unidades de saúde tem disponível o tratamento”, destacou a enfermeira Gilca Lessa.

Secom | Foto: Thiago Paixão

OUTRAS NOTÍCIAS