Versículo do dia
Então, me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei.

Feira tem a menor taxa de reprovação do Minha Casa, Minha Vida do Brasil

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

minha_casaApenas 3% dos cadastros do Programa Minha Casa, Minha Vida encaminhados pela Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária são reprovados pela Caixa Econômica Federal. É o menor índice do país. Dado que reforça a posição de destaque de Feira de Santana na esfera nacional.

 

 

Mais de 12 mil unidades habitacionais já foram entregues no município. É o maior quantitativo dentre todas as cidades baianas e o terceiro em todo o Brasil. Atualmente são mais de 100 mil pessoas inscritas no programa habitacional. “Quanto mais a gente tem atuado, cresce a demanda”, explica o secretário de Habitação, Sandro Ricardo Espírito Santo

 

 

.

Ele ressalta que é justamente a triagem o maior desafio. “Tem pessoas que precisam, e outras que não se encaixam nos critérios de vulnerabilidade social. Cabe ao Município o cadastro, análise e pré-seleção, e esse trabalho é tão organizado que das indicações feitas pela Sehab temos a menor taxa de reprovação do país, de apenas 3%. Em alguns outros municípios esse percentual chega até a 50%”, explica Sandro.

 

 

Ele ressalta que os motivos para reprovação, dentre os candidatos que passam pela triagem da Sehab, se dão por aspectos mais complexos. “São questões que não temos como apurar, como pessoas que possuem outro financiamento de imóveis, ou que têm a receber verba trabalhista de ressarcimento, ou seja, aspectos que somente a própria Caixa Econômica pode observar”, salienta.

 

 

PRÓXIMOS EMPREENDIMENTOS

 

 

Mais quatro empreendimentos do Programa Minha Casa, Minha Vida devem ser entregues em Feira de Santana nos próximos meses. O primeiro deles deve ser o Residencial Parque dos Coqueiros, com 540 unidades residenciais. Este será o primeiro conjunto financiado pelo Banco do Brasil. “A próxima etapa será um sorteio presencial para definir a ocupação das unidades e posteriormente as famílias farão as vistorias dos imóveis”, explica o secretário. A expectativa é que a entrega ocorra ainda este ano.

 

 

A equipe da Secretaria de Habitação também está trabalhando para entregar os residenciais: Vida Nova Asa Branca, Alto do Rosário e Caraíbas – este último também financiado pelo Banco de Brasil.

 

 

 

Secom

OUTRAS NOTÍCIAS