Versículo do dia
A soberba do homem o abaterá, mas o humilde de espírito obterá honra.

Feira tem saldo positivo, em agosto, com 218 empregos formais criados

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Em Feira de Santana, as contratações com carteira assinada em agosto foram pouco mais de quatro vezes maior do que a registrada em julho pelo Caged (Cadastro Geral de Emprego e Desemprego), órgão do governo federal.

Em agosto, o saldo positivo de novos postos formais de empregos foi de 218 – no mês passado 2.292 pessoas foram contratadas e aconteceram 2.074 demissões. Em julho, este número chegou a apenas 49. Em junho, foram 35. No trimestre foram gerados 302 empregos com carteira assinada.

A expectativa é de que, a partir da segunda quinzena deste mês, novas contratações sejam feitas, quando tradicionalmente são iniciadas as contratações temporárias para atender a demanda nas vendas do período do final de ano – inicialmente para o comércio e depois para o setor de serviços.

A retomada da economia e a permissão de funcionamento de setores produtivos, analisa o diretor da Casa do Trabalhador, Arlindo Marques, vai ser positivo nos próximos meses, no tocante à geração de empregos.

Para ele, pequenos negócios que foram obrigados a demitir por enfrentar dificuldades durante a fase mais aguda da pandemia, estão voltando a contratar, como salões de beleza, oficinas, entre outros.

A geração de empregos tem um longo e difícil caminho a ser percorrido – e não apenas em Feira de Santana, que de janeiro a agosto viu sumir 3.982 empregos formais, com pico em abril, com 2.230 postos fechados.

OUTRAS NOTÍCIAS