Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 03/05/2019

Feliciano critica doutrinação homossexual na novela ‘A Dona do Pedaço’

A propaganda pró-homossexualidade nas novelas da TV Globo foi tema de um artigo do pastor Marco Feliciano (PODE-SP), que criticou a inclusão de um romance entre dois homens na novela A Dona do Pedaço, que deverá estrear em breve.

 

Feliciano pontuou que seu artigo tem o objetivo de “lembrar a todos a verdade do Evangelho que diz: ‘Porquanto, está escrito: sede santos porque eu sou santo’ (Pedro 1:16)”.

 

“A nova novela da Globo, A Dona do Pedaço, na qual, mais uma vez – até quando? -, dois homens bem sucedidos e heterossexuais viverão um caso homossexual. Um dos personagens, chamado Agno e que será interpretado por Malvino Salvador, é casado e trairá a esposa com um boxeador chamado Rock, que será interpretado por Caio Castro, que iniciará a trama com uma namorada, e terá como irmã um travesti”, contextualizou o pastor.

 

A ideia, segundo Marco Feliciano, não é negar que esse tipo de relacionamento aconteça na vida real, mas sim, questionar o motivo que leva a emissora da família Marinho a “abordar esses temas em todas as novelas”.

 

“A meu ver, é dar destaque superlativo a fatos raros, em um universo no qual predomina a família tradicional, composta de pai, mãe e filhos”, critica.

 

“Usar uma concessão pública (uma rede de TV) para abordar temas recorrentes, através dos quais se corrompem os costumes através da encenação da destruição de duas famílias constituídas, sem prever o futuro dos filhos, da esposa e da namorada, como se fosse um desmanche de automóveis, como se estes fossem robôs reprogramáveis, é de um absurdo imenso”, acrescentou Feliciano.

 

O pastor observou que “obras literárias andam ao sabor do vento modista”, e é natural que a sociedade oscile entre diferentes visões de mundo. No entanto, Marco Feliciano enfatizou que “a Bíblia Sagrada é imutável e suas leis nunca se alteram”.

 

“Por isso, recorro a esta santa Palavra para trazer à lembrança um de seus preciosos ensinos, que nos foi transmitido pelo profeta Amós ao nos alertar: ‘Então disse o Senhor: ‘Eis que porei o prumo no meio do meu povo Israel; nunca mais passarei por ele’ (Amós 7:8)’. A Lei de Deus é tal qual um prumo que, se for descartado, fará com que as paredes caiam. Esses modismos abomináveis destroem a construção familiar,trazendo à sociedade nefastas consequências, o que, aos olhos dos incautos, nenhum mal pode causar”, comentou.

 

Em seguida, o pastor Marco Feliciano disse que é preciso vigiar pois as “produções globais exercem sobre nossos jovens em formação” uma enorme influência, e “muitos deles tal qual uma tábula rasa ou fôrma de cera, que absorvem tendências não corriqueiras no conjunto social”.

 

Ao final do artigo publicado no portal Pleno News, o pastor disse que tem pedido a Deus “que nos livre desses autores que se definem, ora como bissexuais, ora como homossexuais, e usam sua arte para fazer o jogo gramscista da desconstrução social, em favor do domínio daquilo que há de pior em questão de comportamento, e derrame Suas mais escolhidas bênçãos celestiais sobre todo povo brasileiro”.

 

 

Gospel +