Versículo do dia
Amados, se o nosso coração nos não condena, temos confiança para com Deus; e qualquer coisa que lhe pedirmos, dele a receberemos, porque guardamos os seus mandamentos e fazemos o que é agradável à sua vista.

Filhos de Flordelis oraram e cantaram ‘Te Agradeço’ na carceragem

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

A prisão de cinco filhos e uma neta de Flordelis (PSD-RJ) na operação Lucas 12 foi ofuscada pela denúncia feita pelo Ministério Público à Justiça, acusando-a de ter participado do plano para matar seu marido, pastor Anderson do Carmo. Ao chegarem na carceragem da Delegacia de Homicídios, os filhos da deputada oraram juntos e cantaram.

Após serem presos e conduzidos à Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI), os filhos ficaram reunidos na carceragem e realizaram um momento de oração e louvor, entoando a música Te Agradeço, do Ministério Diante do Trono.

O jornal O Globo informou que o delegado Antônio Ricardo Lima Nunes, chefe do Departamento de Homicídios da Polícia Civil do Rio de Janeiro, comentou o crime classificando como “covarde” e “bárbaro”.

“Chegamos a onze pessoas que serão responsabilizadas criminalmente por esse crime. Crime bárbaro, crime covarde. E hoje conseguimos finalizar essa investigação”, afirmou Nunes, em entrevista ao telejornal Bom Dia Rio.

‘Enganou o Brasil’
A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, comentou recentemente que Flordelis “não enganou só o segmento evangélico, ela enganou a nação inteira”.

“A história que ela [Flordelis] contava para o Brasil, e contou para nós, era uma história linda de adoção. Em 2013 conheci ela, me apaixonei por aquela história. Um monte de crianças adotadas. E quando ela foi eleita deputada, me procurou para falar sobre adoção. A minha ligação com ela era a pauta da adoção”, disse a ministra.

A denúncia formal do Ministério Público, implicando oficialmente Flordelis como mandante do assassinato do pastor Anderson do Carmo, deixou Damares constrangida: “Eu estou triste. Temos que aguardar o resultado final, mas me parece que o relatório da polícia é robusto. [Estou] indignada de [Flordelis] ter usado a fé, usado os irmãos, a igreja. A igreja brasileira é uma igreja séria […] Ela enganou todo o Brasil. Ela não enganou só o segmento evangélico, ela enganou a nação inteira”.

Na entrevista à Jovem Pan, a ministra diz que espera que o caso não cause influência negativa sobre a questão da adoção no Brasil: “Estamos muito tristes com isso e vamos aguardar agora o resultado da Justiça. Eu só queria pedir uma coisa, que a pauta da adoção não fosse afetada com essa história absurda, dessa mulher que dizia amar crianças. A pauta da adoção não pode ser afetada. Vamos continuar adotando no Brasil, vamos continuar colocando a adoção no nosso coração”.

Gospel +

OUTRAS NOTÍCIAS