Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 29/10/2019

Formação discute participação do conselho escolar na construção do PPP

A coletividade foi um elemento importante abordado em todos os cinco encontros do Grupo de Gestão e Mediação da Secretaria Municipal de Educação com as gestoras das escolas, voltados para a elaboração, revisão e/ou implementação dos Planos Político-Pedagógicos, PPP, das unidades de ensino. O sexto encontro, realizado nesta quinta-feira, 24, teve como tema a participação do conselho escolar neste processo de construção.

 

Os conselhos escolares são formados por representantes dos funcionários da unidade escolar, professores, alunos, pais ou responsáveis e pela gestão da escola. Cada uma dessas instituições públicas deve estabelecer regras transparentes e democráticas de eleição dos membros do conselho. Cabe ao mesmo zelar pela manutenção da escola e monitorar as ações de seus dirigentes, a fim de assegurar a qualidade do ensino. Seu exercício é fundamental para a gestão democrática das escolas públicas.

 

Já o PPP funciona como um guia para as ações a serem desenvolvidas na escola. Nele são encontradas metas e métodos para que a instituição de ensino consiga atingir os objetivos a que se propõe. Esse documento tem elaboração anual obrigatória pela legislação, de acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

 

Neste encontro, integrantes do conselho da Escola Municipal Regina Vital, do bairro Campo Limpo, trouxeram relatos de suas experiências para enriquecer o debate. Estantes, brinquedos e mais verduras na sopa foram algumas das sugestões que Taissa Gomes, aluna da unidade de ensino e representante do segmento no conselho, ouviu de seus colegas e levou para as reuniões.

 

Sua mãe, Iraildes José Maria Sena, também integra o grupo. Ela contou que sua experiência no conselho foi algo que se agregou ao hábito de acompanhar sua filha na escola, por que, assim, pode ouvir demandas de outras mães e trazê-las também aos debates, a fim de melhorar a qualidade da experiência educacional para todos.

 

Indaiara Sant’Anna, diretora da escola, pontua que a ação conjunta deste grupo é uma forma de descentralização do poder na realidade escolar. “Isso nos permite acompanhar todo o processo da unidade escolar, de pequenas a grandes ações, com a ajuda de todos que compõem esse conselho”. Luciene Espírito Santo Sant’Anna Pontes, coordenadora pedagógica da Regina Vital, também acompanhou o grupo.

 

“É importante essa participação do conselho por que ele traz representantes de todos os segmentos da comunidade escolar. Isso significa que todos serão ouvidos e participantes na elaboração, implementação e posteriormente de avaliação do PPP das ações proposta por ele, e ambos, conselho e PPP, são essenciais na construção de uma gestão democrática”, afirma Geórgia Kaline Matos, coordenadora do Grupo de Gestão e Mediação.

 

O Grupo de Gestão e Mediação da Seduc é composto pelas professoras Rosana Falcão, Alexsandra Soares, Giovana Marget, Geórgia Kaline Matos e Fátima Suely – nele, todas atuam como coordenadoras. São elas quem ministram as palestras e organizam os encontros para debater o PPP com as gestoras da escolas. “Conselho escolar e PPP: dispositivos para implementação da gestão democrática” foi o tema geral escolhido.

 

Além delas, Rejane Brito Barbosa, coordenadora dos programas federais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, FNDE, na Seduc, também participou da conversa.

 
Foto: Divulgação