Frente Evangélica repudia declarações de apresentador sobre partido nazista

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

A Frente Parlamentar Evangélica (FPE) publicou uma nota de repúdio contra a postura do apresentador Bruno Aiub, conhecido como Monark. Durante o Flow Podcast, programa do qual era âncora, Monark afirmou que “nazista tinha que ter um partido político reconhecido pela lei”, na última 2ª feira (7.fev)

O texto da frente parlamentar afirma que a fala demonstra tolerância e banalização do nazismo. A frente repudiou também a atitude do deputado Kim Kataguiri (DEM-SP) que não se manifestou contra o apresentador e não teve nenhum posicionamento enfático. A FPE destaca que está em contato com o parlamentar.

“Após o ocorrido, entramos em contato via telefone com o deputado Kim e o mesmo lamentou e nos informou que já se pronunciou publicamente com pedido de perdão, além de se colocar à disposição para prestar contas, comparecer e dialogar com entidades judaicas, no intuito de combater o nazismo e valorizar a luta do povo judeu. Kataguiri também reiterou que rechaça com toda sua energia interior o nazismo e nutre profunda dor pelas vidas ceifadas pelo regime totalitário”, aponta a nota.

Segundo a frente, o deputado e o grupo se prontificaram a agendar visitas aos museus e memoriais do Holocausto, localizados em São Paulo e Curitiba, visitar o museu YAD Vashem, em Jerusalém, e participar da Marcha da Vida na Polônia.

SBT News e foto reprodução You Tube

OUTRAS NOTÍCIAS