Versículo do dia
Porque há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, homem.

Funcionários de creches municipais recebem orientações sobre primeiros socorros

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

04_44Como socorrer uma criança após uma queda? O que fazer diante de uma intoxicação alimentar? E quais os primeiros socorros durante uma crise convulsiva? Estes e outros procedimentos foram apresentados aos professores, cuidadores e estagiários que trabalham nas creches municipais de Feira de Santana, durante esta sexta-feira, 13, na sede do 2º Grupamento de Bombeiros Militares, localizada no bairro Tomba.

 

“O nosso objetivo com o treinamento de hoje é ensinar a estas profissionais que trabalham especificamente com crianças, a prestarem os primeiros socorros e conseguirem estabilizar o acidentado até a chegada do socorro especializado”, explica a cabo Valquíria Soares.

 

Com técnicas de ressuscitação cardiopulmonar, reanimação cardiopulmonar, procedimentos para cuidar de febres, cortes, picadas de insetos, além de como agir diante de quedas, convulsões e engasgamentos, o treinamento faz parte da Formação para Cuidadores de Creches, iniciativa da Secretaria de Educação, que tem carga horária de 40 horas para cuidadores e 100 horas para professores.

 

“Estas profissionais passam o dia com as crianças, então, é necessário que eles saibam como agir diante de pequenos acidentes. Por isso a nossa preocupação em proporcionar as cuidadoras momentos como este, onde elas podem trocar experiências, tirar dúvidas e receber orientações de outros profissionais para que possam retornar às salas de aula e cuidar das crianças”, afirma a coordenadora da Formação para Cuidadoras, Jeane Costa Amaral.

 

Cuidadora no Centro Municipal de Educação Infantil Eduardo Miranda, Célia Maria Conceição da Silva Nascimento, comenta a importância do treinamento para a sua vida profissional: “Como profissional que cuida das crianças, acredito que esse momento de treinamento é fundamental. Ficamos o dia todo com as crianças e em momentos como o banho ou até mesmo a própria recreação podem acontecer acidentes e nós precisamos saber como agir”, conclui.

OUTRAS NOTÍCIAS