Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 12/07/2019

Funkeiro Buchecha defende Bolsonaro e diz que Jesus trabalhou na infância

A discussão em torno do trabalho infantil após uma declaração do presidente Jair Bolsonaro (PSL) mobilizou o funkeiro Buchecha, que fez uma série de publicações sobre a polêmica e lembrou que Jesus trabalhou em sua infância.

 

Todo o burburinho começou quando Bolsonaro declarou que “o trabalho dignifica o homem e a mulher, não interessa a idade”. Seus opositores afirmaram que a declaração era uma manifestação de apoio ao trabalho infantil, e o presidente destacou que não pretende criar nenhuma iniciativa nesse sentido, e diferenciou trabalho de exploração.

 

Ainda assim, Buchecha foi no sentido oposto ao politicamente correto e citou uma publicação do site A Biblia.org em que Jesus é mencionado como um adolescente comum que ajuda o pai, José, em sua marcenaria.

 

“Esse exemplo me basta, Obrigado meu SENHOR”, escreveu o cantor na legenda do print de tela que fez no texto do site e publicou no Facebook.

 

Bolsonaro também foi defendido pela psicóloga Marisa Lobo (Avante-PR). Em uma longa publicação no Facebook, ela abordou o assunto do ponto de vista de sua especialidade: “Falando como psicóloga, acho uma hipocrisia sem tamanho criticar as falas do presidente que são verdadeiras e retratam sua infância. Hoje tantos pais sofrem com comportamentos antissociais e agressividade de seus filhos que fazem parte dessa ‘pátria educadora’ da geração Malhação, que ensina que os pais devem se submeter aos filhos”.

 

Ainda segundo a psicóloga – que é mãe – em outros tempos, “os pais tinham o poder de nos educar, mesmo com alguns excessos, mesmo assim, era muito mais eficiente que hoje a educação, pois não tirava a autoridade dos pais”.

 

Gospel +