Goleiro da Chapecoense recebe alta e canta “Raridade”

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

01O goleiro Follmann, último dos jogadores sobreviventes da Chapecoense ainda internado, recebeu alta do hospital onde recebia seus atendimentos médicos e, com o ocorrido, cedeu coletiva de imprensa.

 

Na ocasião, o jogador afirmou que cantaria uma música importante para aquelas situações vivenciadas e, em seguida, interpretou “Raridade”, hit de Anderson Freire lançado no ano de 2013.

 
“Enfim, chegou o grande dia. Mais uma etapa concluída, graças a Deus. Estou muito feliz. Saio até com o coração um pouco apertado, porque fiz grandes amigos aqui, que vou levar para a vida toda. Sei do cuidado que todo mundo teve comigo, então me deixou muito feliz e motivado para o momento em que eu saísse daqui”, disse o jogador.

 

De acordo com informações do Globo Esporte, Jakson Follmann irá para a cidade de São Paulo e colocará próteses no Centro Marian Weiss, cuja especialidade é de atendimento de pessoas que sofreram processos de amputação. O próximo passo do jogador é de reaprender a andar.

 

“Sempre tive um foco muito grande na recuperação. Procurei não ver nada do que aconteceu. Demorei muito mesmo. Sabia que tinha lesões graves e foquei na recuperação. Daqui a dois anos, me vejo caminhando, feliz, fazendo várias coisas. Tenho certeza que, com minha força de vontade, vou ser muito feliz”, disse Follmann, acerca da recuperação.

 

Jakson disse que encara a amputação de forma “natural” e que está pronto para o processo de reabilitação em São Paulo. “Vai ser difícil também, mas terei alegrias. Me preparei muito e vai passar rápido. Logo, logo vou estar protetizado e caminhando. Fazendo tudo que fazia antes”, disse o jogador, esperançoso no resultado do processo.

 

Follmann também disse que continuará na Chapecoense. “Foi quem me abriu as portas, é minha segunda casa. Quero coisas grandes no clube. Vou buscar me aprimorar, conhecer. Agora, é o momento de aprendizado. Na Chape, estarei dentro do esporte. Quero crescer, ser grande junto com a Chapecoense sempre. Se Deus permitir, levá-la nesse mundo afora”, completa.

 

GOSPEL PRIME

OUTRAS NOTÍCIAS