Versículo do dia
Grandemente se regozijará o pai do justo, e o que gerar a um sábio se alegrará nele.

Grupo Gay da Bahia vai entrar na Justiça contra Levy Fidelix por declarações homofóbicas

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

18968-2O Grupo Gay da Bahia (GGB) vai entrar na Justiça contra o candidato à Presidência da República Levy Fidelix (PRTB), após as declarações do candidato sobre relações homoafetivas, no último domingo (28), durante o debate promovido pela TV Record. Na ocasião, o presidenciável, afirmou que “órgão excretor não reproduz” e relacionou os gays com pedófilos.

 

O presidente do GGB, Marcelo Cerqueira, ao jornal A Tarde, afirmou que vai pedir providências por ser um “discurso violento e preconceituoso, divulgado para milhões de brasileiros”.

 

De acordo com Cerqueira, muitos LGBT’s se sentiram mal após ouvir as declarações de estímulo ao ódio. Entretanto, a ação só será impetrada na Justiça após as eleições, para, segundo o presidente do GGB, não “dar ibope” a Fidelix, e que a ideia é deixá-lo no “ostracismo”. “Ele se traveste de discurso religioso para pregar o ódio contra os homossexuais. Ele é um criminoso”, diz Marcelo Cerqueira.

 

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a candidata à presidência da República, Luciana Genro (PSOL) pediram que Fidelix seja punido. A OAB quer a cassação do registro de candidatura.

OUTRAS NOTÍCIAS