Versículo do dia
Levanta-te, resplandece, porque já vem a tua luz, e a glória do Senhor vai nascendo sobre ti.

Igreja deve indenizar fiel que se feriu em trabalho voluntário

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

imagesO ministério condenado é a Igreja do Deus Todo Poderoso de Piumhi. Segundo o pintor, foi o próprio pastor quem pediu para que os fiéis da igreja realizassem o trabalho de reforma do prédio da igreja e ele se prontificou a ajudar.A 10ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) decidiu que uma igreja evangélica deve indenizar um fiel que sofreu um acidente enquanto realizava um trabalho voluntário para a igreja.

 

Mas durante o trabalho o homem teve um olho perfurado por um prego e acabou perdendo a visão.Durante o processo a igreja chegou a alegar que se tratava de um trabalho voluntário, para não arcar com os tributos referentes a acidentes trabalhistas. Em primeira instância a ação de pedido de indenização chegou a ser julgada como improcedente, mas o pintor recorreu.

 

No TJMG o relator do processo, o desembargador Manoel dos Reis Morais, ouviu as testemunhas que confirmaram que o trabalho foi feito a pedido do pastor e mais: que os fiéis foram coagidos a participarem sob ameaça de exposição frente à comunidade religiosa.

 

Mesmo sem ter vínculo trabalhista, o relator entendeu que igreja tomou serviços voluntários e nessa condição tinha a obrigação de oferecer todo o equipamento necessário de proteção para quem estava trabalhando na reforma do prédio.

 

Morais determinou que neste caso o pintor deve receber os R$ 15 mil de danos morais pois “consistem no sofrimento resultante da lesão à integridade física do apelado causada pelo acidente, que exigiu internação hospitalar, cirurgia, tratamento médico, uso de medicação, além da dor, do desconforto e da significativa sequela de perder a visão de um dos olhos, com inegável reflexo no desempenho de suas atividades normais e profissionais”.

 

Gospel Prime

OUTRAS NOTÍCIAS