Igreja na Coreia do Sul é mais uma na disseminação do coronavírus

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Autoridades da Coreia do Sul anunciaram, nesta segunda-feira, 16, que foi registrado um novo foco de infecção de coronavírus relacionado a uma igreja.

A igreja Grace River fica localizada em Seongnam, 20 quilômetros ao sul de Seul, fechou no domingo, depois que um terço dos 135 fiéis apresentou resultado positivo para Covid-19, incluindo o pastor e sua esposa.

Esta congregação religiosa seguiu com a celebração de cultos, apesar dos apelos do governo para que a população evitasse qualquer evento público e sobretudo religioso.

As autoridades da cidade de Seongnam detectaram 40 novos casos de contágio na igreja. Outros seis já haviam sido diagnosticados anteriormente.

Mais de 60% dos quase 8.200 casos de Covid-19 na Coreia do Sul estão vinculados à Igreja de Jesus Shincheonji, uma organização considerada uma seita por muitas pessoas. Uma de suas adeptas compareceu a quatro cerimônias religiosas na cidade de Daegu, que se tornou o epicentro da epidemia no país, antes de ser diagnosticada como portadora do coronavírus.

A Coreia do Sul já foi o principal foco da epidemia de Covid-19 depois da China, país onde o vírus foi detectado pela primeira vez, mas foi superado pela Itália.

O país organiza detecções em massa em possíveis portadores da doença.

Fonte: O Globo Foto: JUNG YEON-JE / AFP

OUTRAS NOTÍCIAS