Versículo do dia
Pode uma mulher esquecer-se tanto do filho que cria, que se não compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas, ainda que esta se esquecesse, eu, todavia, me não esquecerei de ti. Eis que, na palma das minhas mãos, te tenho gravado; os teus muros estão continuamente perante mim.

Igreja Universal vence disputa judicial contra jornal espanhol que afirmou que seus fiéis são obrigados a doar 10% de seus salários à denominação

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

unnamedA Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) venceu uma batalha judicial contra o jornal espanhol El Pais que recentemente publicou uma matéria sobre a construção do Templo de Salomão na qual afirmou que os fiéis seriam obrigados a doar 10% de seus salários à instituição. Em resposta ao processo, a justiça Espanhola obrigou o jornal a publicar uma retratação sobre a matéria.

 

No texto, o jornal afirma que a construção do Templo de Salomão, inaugurado recentemente pela igreja, foi teria sido financiada por “contribuições dos fiéis, incluindo 10% do salário (dízimo) que o fiel deve pagar à igreja” prática que a publicação classifica como “uma das partes mais importantes e polêmicas da liturgia”.

 

Após a determinação da justiça, o El País inseriu uma nota no fim da matéria corrigindo a informação de que haveria uma obrigação por parte dos fiéis de contribuir financeiramente com a instituição religiosa com uma parte do seu salário.

 

– Não é verdade que os fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus têm a obrigação de pagar a esta igreja um décimo de seu salário. Todas as doações dadas a esta fiéis da igreja são voluntários – afirma a nota.

 

O jornal se retratou também de afirmações de que a instituição religiosa pratica o “comércio de bênçãos” e sobre acusação de o Bispo Edir Macedo, fundador da igreja, se apropria de doações de fiéis para enriquecimento pessoal.

 

– Não é verdade que a Igreja propõe aos fiéis uma troca de ofertas por bênçãos – completou o jornal, que afirmou ainda não ser verdade “que seu fundador, Edir Macedo foi acusado em 2009 por se apropriar de doações de fiéis da Igreja para construir a riqueza pessoal”.

 

Esta não é a primeira vez que a Universal move processo contra o jornal El País por causa de afirmações consideradas indevidas que foram publicadas pelo jornal. Em 2009 o jornal também foi condenado a se retratar de acusações feitas à igreja. Na época o texto que motivou o processo judicial continha acusações como: mal uso de fundos arrecadados, lavagem de dinheiro do narcotráfico na América, mercantilismo e perversão do Evangelho.

 

Gospel +

OUTRAS NOTÍCIAS