Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 26/02/2019

Instituições de ensino e comunidade podem contribuir para uma “Cidade Resiliente”

Tornar Feira de Santana uma “Cidade Resiliente” é o desafio que a Prefeitura, através da Coordenação Municipal de Defesa Civil está propondo. Durante a Semana Municipal de Proteção e Defesa Civil esse é o tema principal. E para conquistar esse título, será necessário o apoio das instituições de ensino superior e da comunidade. E a forma como deve ser essa parceria foi assunto de palestra na tarde desta segunda-feira, 25.

 

Os palestrantes da tarde foram o presidente da Associação Brasileira de Pesquisa Científica, Tecnologia e Inovação em Redução de Riscos e Desastres, Roberto Guimarães; e a Pós-Doutorada em aplicação de Soluções de Engenharia para Monitoramento de Riscos e Prevenção de Desastres Naturais, Alexandra Passuello. Ambos trataram de a importância das instituições fazerem pesquisas e de como a comunidade pode ajudar.

 

“Precisamos unir as forças. Desde o ensino superior, passando pelos técnicos e também utilizando o conhecimento das comunidades”, destaca Alexandra Passuello, que tem oito anos de experiência de atuação na área.

 

Para o coordenador da Defesa Civil de Feira de Santana, Pedro Américo, os agentes públicos devem estimular que as faculdades e universidades produzam trabalhos de pesquisa relacionados a essa temática. “Cidades que utilizaram dessa ferramenta promoveram uma mudança em sua estrutura. Isso pode ajudar nos custos e contribuir com a cidade. É ter essas instituições como parceiras”.

 

Pedro Américo afirma também que é preciso estar mais conectado com a população. “Precisamos melhorar a nossa linguagem para que a população possa entender. Principalmente o que é de responsabilidade da Defesa Civil. É chamar a comunidade para participar do jogo”.

 

A Semana Municipal de Proteção e Defesa Civil segue nesta terça-feira, 26, com mais palestras. Um documento, apontando as necessidades do município e ações que devem ser realizadas, será assinado pelos secretários municipais e técnicos do governo municipal.

 

No dia 28 de fevereiro um curso de primeiros socorros será ofertado na Escola Crescer no Caminho, no bairro Tomba, para os professores da instituição. O objetivo é informar sobre as medidas que devem ser tomadas e também o que não deve ser realizado no momento de atendimento básico às vítimas de algum tipo de acidente.

 

Para encerrar, no dia 1º de março será realizado o Simulado de Evacuação de Emergência, na Escola Municipal Alberto do Carmo, no conjunto Feira IX. O evento vai contar com a presença da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros Militar e Civil.

 

 

Secom