Versículo do dia
A alma generosa engordará, e o que regar também será regado.

Jean Wyllys imita Jesus para justificar suspensão de mandato: “Pai, afasta de mim esse cálice”

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

O deputado federal Jean Wyllys tem provocado revolta nas redes sociais depois de usar as palavras de Jesus Cristo para justificar suas causas políticas durante uma apresentação feita na última terça-feira (31), no Teatro Rival Petrobrás, no centro do Rio de Janeiro.

 

Durante participação de Wyllys no show do cantor João Fênix, o parlamentar do PSOL proclamou um discurso em tom poético, onde comparou sua situação à de Jesus Cristo. Ele poderá ter o mandato suspenso por ter cuspido no deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) no plenário da Câmara, ato considerado quebra de decoro parlamentar pelo Conselho de Ética.

 

“Diante da perseguição que sofria e do pressentimento de que o matariam, Jesus debruçou sobre si mesmo no chão e fez o seguinte apelo: ‘Pai, se possível, afasta de mim esse cálice’”, foram as primeiras palavras de Wyllys em sua apresentação.

 

O parlamentar argumentou que, na tradução portuguesa, a palavra “cálice” representa o recipiente que contém líquidos e também o imperativo do verbo calar-se, ou seja, “cale-se!”.

 

“É possível interpretar que Jesus, na tradução portuguesa de suas palavras, também estava se referindo à censura que ele sofria naquele momento. Ele, que ao contrário do recomendado pelos fariseus hipócritas — os homens de bem daquela época — andava com prostitutas, leprosos, samaritanos e minorias daquela época, pregava o amor com ética: você deve amar o próximo, como a você mesmo”, justificou.
Com um cálice nas mãos, Jean Wyllys derramou vinho sobre seu corpo.

 

“Hoje, na situação em que o Brasil se encontra, em que uma camarilha de fariseus hipócritas tomaram o poder, e na situação específica em que eu me encontro, difamado e ameaçado de ter o mandato suspenso por ter reagido aos insultos de canalhas corruptos e homofóbicos, hoje eu quero repetir o apelo de Jesus”, acrescentou o parlamentar, se ajoelhando.

 

Após completar seu discurso feito com um cálice nas mãos, Wyllys derramou vinho sobre suas roupas brancas e declarou: “Pai, afasta de mim esse cálice, de vinho tinto de sangue”, disse ele, fazendo referência à canção “Cálice”, de Chico Buarque.

 

Nas redes sociais, a reação do público foi imediata. “Cara de Pau. Não tem vergonha nessa cara lavada. Além de esculachar nós, cristãos, agora insulta as nossas crenças e banaliza nossa fé! Hipocrisia é se achar melhor do que os outros por sua escolha de viver, de forma lasciva”, disse um dos internautas.

 

“Você deveria sentir vergonha de usar o nome Jesus para aparecer! Se toca! Você é tão canalha quanto os que você cita”, afirmou outro.

 

 
GUIAME

OUTRAS NOTÍCIAS