Versículo do dia
Sabendo que a prova da vossa fé produz a paciência.

Luciano Camargo barra especulações e diz que não quer ser pastor

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

As especulações em torno da carreira de Luciano Camargo, que acaba de lançar um álbum gospel, vão desde rompimento da dupla com Zezé até a possibilidade de tornar-se pastor. No entanto, o artista decidiu se manifestar de maneira clara sobre o tema e descartou qualquer mudança brusca.

Luciano Camargo, que gravou o álbum para realizar um sonho seu e honrar uma promessa feita à sua mãe, dona Helena, afirmou que não faz planos de encerrar a dupla com Zezé: “Ele sempre soube desse meu sonho. Não teve aquele lance de conversar e falar alguma coisa. Zezé torce por mim e sabe que, antes de tudo, este projeto é de verdade e nunca vamos nos separar. Eu nasci para cantar com o meu irmão, esta é a missão”, declarou.

“Não tenho vontade de fazer culto, mas de cantar na igreja, sim! Quando eu estou nela e começa a parte dos louvores, é um momento de êxtase. Louvar é orar duas vezes, né? Sonho mesmo com esse dia e sei que vai chegar, com fé em Deus”, acrescentou o artista, na entrevista concedida ao jornal Extra.

O disco, chamado Tempo, deve ser disponibilizado para o público em outubro. Uma das músicas, Te Necessito, de Jon Carlo, foi produzida em dois idiomas: português e espanhol. O cantor e sua esposa ouviram juntos todas as músicas que receberam de compositores e selecionaram as que formariam o repertório do álbum.

Em outra entrevista, Luciano contou que aproveitou o tempo livre durante a pandemia para se dedicar à produção do álbum: “Há três anos, eu estava na igreja, senti, ouvindo louvores, que eu precisava gravar um projeto como missão. Liguei para o Vinicius, meu amigo e produtor. Lembrei de quando a minha mãe (Helena) fez esse pedido para mim. Foi em 2000, quando a Fau (Flávia) foi comigo para a fazenda que eu tinha em Goiás. A gente estava namorando, quase noivos.

Minha irmã Marlene começou a cantar ‘Foi na cruz, foi na cruz, onde um dia eu vi meus pecados castigados em Jesus, foi ali, pela fé que meus olhos abri e agora me alegro em sua luz’, e eu acompanhei”, relembrou, citando um trecho do clássico hino da Harpa Cristã.

A mãe, dona Helena, viu a cena e pediu que o filho um dia cantasse louvores, e ele se compromissou em cumprir o desejo: “‘Um dia, mãe. Vou dar de presente pra senhora’. Quando voltamos das férias e nos vimos abençoados por todos, com saúde, comemoramos o aniversário das meninas (5 de março) e logo na sequência procurei o Vinicius”, resumiu o cantor.

“Sucesso eu já tenho. Estou no melhor momento da minha carreira. O momento que estou cantando louvores para as pessoas (porque no ambiente familiar já o fazia) é bem agora em que me sinto tocando uma vida plena, com equilíbrio e amor. É quando você se sente assim que entende melhor o mundo. Há 20 anos, eu tive vontade de gravar um trabalho assim, mas lá atrás, não teria essa leveza e verdade de agora”, concluiu.

Gospel +

OUTRAS NOTÍCIAS