Malafaia cobra direito de resposta ao ‘Roda Viva’ após ser citado por Felipe Neto

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

A entrevista do youtuber Felipe Neto ao Roda Viva, da TV Cultura, motivou o pastor Silas Malafaia a pedir um direito de resposta após ser citado no programa.

O líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) usou o Twitter para cobrar da produção do programa um convite para entrevista, já que ele foi citado durante a edição com seu desafeto Felipe Neto.

“Roda Viva! Vocês são democráticos? Me chama para rebater as asneiras do garoto me citando mais de uma vez, inclusive também fui citado por entrevistador. Vão me chamar ou vocês têm lado?”, questionou Malafaia.

Felipe Neto foi entrevistado no Roda Viva na última segunda-feira, 18 de maio, sob mediação da jornalista Vera Magalhães. Entre os convidados estavam Rachel Scheherazade, Mariliz Pereira Jorge, Ticá Almeida, Carol Pires e Edgar Picolli.

Histórico de atritos

Felipe Neto e Silas Malafaia têm um histórico de atritos através das redes sociais, e um desses embates terminou em disputa judicial. Conforme o processo movido pelo pastor avançou, o youtuber recuou de suas afirmações e aceitou um acordo.

Dias depois, Felipe Neto cumpriu o acordo judicial e publicou sua retratação em vídeo pelas acusações feitas contra o líder da ADVEC: “Em acordo na queixa-crime n° 0227907-65.2017.8.19.0001 do TJ-RJ venho esclarecer que ‘eu critico a postura e não concordo com muitas coisas que o pastor Silas Malafaia fala, mas não posso provar e afirmar que ele se enriquece através dos fiéis”.

O processo, iniciado há quase três anos, começou após um bate-boca público em que Felipe Neto acusou Malafaia de enriquecer explorando a fé das pessoas. Na ocasião, o pastor comunicou que processaria o jovem empresário.

“É uma honra ser caluniado por um INESCRUPULOSO como você. Vou lhe dar a chance, na justiça, para você provar o que falou […] Não adianta retirar o vídeo, já está gravado. Difamar, caluniar são armas dos incompetentes que não sabem discutir ideias”, esbravejou Silas Malafaia na ocasião.

Gospel +

OUTRAS NOTÍCIAS