Malafaia defende pastores e critica Globo: ‘Odeia evangélicos’

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

O pastor Silas Malafaia publicou um vídeo neste sábado (21), em suas redes sociais, em defesa dos pastores Jeter Josepetti, acusado de homofobia por não ter batizado um homossexual, e Felippe Valadão, acusado de intolerância religiosa por ter reagido a despachos que foram postos diante do palco onde ele fazia um culto.

Ao falar do caso do pastor Jeter, da Igreja Presbiteriana Renovada de Aracaju, no Sergipe, Malafaia destacou que o líder religioso está protegido pelo inciso VIII do artigo 5° da Constituição Federal, que estabelece que “ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política”.

– Se você quiser entrar em um partido político, em um clube ou em qualquer religião tem um estatuto. Se você não estiver de acordo com o que o estatuto diz, você não pode fazer parte, não pode ser membro. As igrejas evangélicas têm como base a palavra de Deus e nós não batizamos quem vive na prática da prostituição, do adultério e do homossexualismo – disse Malafaia.

O pastor Silas Malafaia publicou um vídeo neste sábado (21), em suas redes sociais, em defesa dos pastores Jeter Josepetti, acusado de homofobia por não ter batizado um homossexual, e Felippe Valadão, acusado de intolerância religiosa por ter reagido a despachos que foram postos diante do palco onde ele fazia um culto.

Ao falar do caso do pastor Jeter, da Igreja Presbiteriana Renovada de Aracaju, no Sergipe, Malafaia destacou que o líder religioso está protegido pelo inciso VIII do artigo 5° da Constituição Federal, que estabelece que “ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política”.

Já no caso de Felippe Valadão, da Igreja Lagoinha de Niterói, no Rio de Janeiro, Malafaia criticou a Rede Globo por, segundo ele, fazer um jornalismo “bandido, parcial e que não quer saber da verdade” ao acusar Valadão de intolerância religiosa. Para Malafaia, o pastor da Lagoinha está protegido pelo inciso VI do artigo 5° da Constituição.

– Religiões afros colocaram despachos na frente do palco, isso é intolerância religiosa. O que o Felippe Valadão fez foi uma reação da sua indignação. E eu perguntei a ele: “A Globo foi te entrevistar?”. Não, a Globo não entrevista nada, ela odeia os evangélicos e tem o jornalismo mais bandido desse país – completou.

Pleno News- foto reprodução redes sociais

OUTRAS NOTÍCIAS