Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 08/07/2019

Malafaia rebate queixa de Marta por salários menores no futebol: “Masculino leva mais torcedores”

A atacante Marta, da Seleção Brasileira, causou polêmica recentemente ao afirmar que o futebol feminino não paga salários iguais aos da categoria masculina. O ativismo feminista da craque foi uma das surpresas da atual Copa do Mundo.

 

O pastor Silas Malafaia decidiu comentar as manifestações da jogadora eleita seis vezes a melhor do mundo no futebol feminino, e apontou razões lógicas para a diferença de salários e cachês publicitários entre atletas das duas categorias.

 

Num tweet, o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) destacou ainda que o esporte no Brasil não é movido por preconceito, citando casos de modalidades esportivas olímpicas que contam com grande prestígio do público nas quais os salários de atletas masculinos e femininos são equivalentes.

 

“Avisem a Marta! Não é seu sexo que te faz ganhar menos. O futebol masculino leva 1000 vezes mais torcedores. No vôlei, mulheres ganham similares aos homens, porque geram renda similar. Você acha que modelos masculinos ganham igual aos femininos, como Gisele Bundschen? Piada!”, afirmou o pastor Silas Malafaia.

 

Enquanto Marta se dedicou a criar polêmicas fora de campo durante a Copa do Mundo, a Seleção Brasileira foi eliminada nas oitavas de final após ser derrotada pela França, por 2×1.

 

A veterana jogadora de 33 anos atua no Orlando Pride, nos Estados Unidos, com um salário mensal de € 340 mil, o que equivale a R$ 1,49 milhão, segundo informações do portal ESPN.

 

Gospel +