Malafaia rebate teoria sobre Jesus trans: ‘Querem encobrir pecado torcendo a Bíblia’

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

O pastor Silas Malafaia usou as suas redes sociais, recentemente, para fazer uma publicação rebatendo uma suposta teoria que alega que Jesus Cristo teria sido transexual. O líder religioso não citou fontes da especulação, aparentemente para não dar visibilidade ao caso, mas foi contundente em suas palavras.

Malafaia citou apenas que “um camarada aí” teria dito que Jesus poderia ter sido gerado através da partenogênese, um processo de gestação que não existe na espécie humana, onde a fêmea pode gerar filhos sem a necessidade de fecundação.

“Povo abençoado do Brasil, [tem] um camarada aí dizendo que Jesus foi trans [e] usando pseudoargumentos científicos. Olha como é que o cara é: se tivesse prêmio Nobel da idiotice, ele ganharia”, disparou o pastor ao introduzir a sua argumentação.

“Olha como é que ele deturpa as coisas, dizendo que nós fundamentalistas dizemos que só tem uma ordem cromossômica XX feminino e XY masculino. Não somos nós, não, ignorante, isso é a ciência que diz. (…) E você dizer que Jesus poderia ter sido produto de uma partenogênese? Filho, é impossível isso no ser humano. Você está falando asneira”, completou.

Na sequência, o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo explicou que mesmo nos casos em que o bebê nasce a partir da fertilização artificial, o espermatozoide masculino precisa do óvulo feminino para poder fecundar. Ou seja, em todo caso, a vida humana só é gerada a partir dos sexos macho e fêmea.

“Olha só, quando um par de homens quer ter um filho, tem que fazer a fertilização in vitro e tem que buscar o óvulo de uma mulher. Quando um par de mulheres quer ter um filho, tem que buscar o sêmen de um homem. Não pode haver fecundação fora das relações heterossexuais”, ressaltou o pastor.

O pastor Malafaia argumentou ainda que no caso de Jesus, cuja Bíblia ensina ter nascido mediante a ação sobrenatural do Espírito Santo através da, até então, virgem Maria, o seu nascimento foi obra divina, não podendo ser explicado pelas regras da biologia humana.

Em outras palavras, o pastor deu a entender que o esforço para tentar explicar o nascimento de Jesus a partir de teorias mirabolantes, como esta que sugere ter sido ele um transexual, parte da não crença na fé cristã sobre a encarnação de Deus.

“Vocês têm que entender uma coisa: o mundo de Deus é o mundo do sobrenatural, [e] não tem explicação. Você crê pela fé. Você quer explicar a ressurreição? Você quer explicar Jesus andando sobre as águas? Você quer explicar Jesus gerado pelo Espírito Santo?”, questionou o pastor.

Por fim, Malafaia apontou que teorias como essa de “Jesus trans” teria como objetivo “acobertar pecados” por meio da distorção da Bíblia, a fim de que determinadas condutas sexuais sejam normatizadas.

“Deus nunca, nem Cristo, apoiou a relação de homem com homem e mulher com mulher. Jesus retifica o princípio da criação. Que conversa fiada é essa de que Jesus era trans? Só na cabeça de um tonto, inventando história que não tem nada a ver com ciência”, disse o pastor. Assista:

Gospel +

OUTRAS NOTÍCIAS