Versículo do dia
Como um pai se compadece de seus filhos, assim o Senhor se compadece daqueles que o temem.

Malta promete agir contra autorização de mudança de sexo em criança

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Em pronunciamento na tribuna do Senado, senador Magno Malta (PR-ES).

Em pronunciamento na tribuna do Senado, senador Magno Malta (PR-ES).O senador Magno Malta (PR) gravou um vídeo e postou em seu Facebook prometendo agir contra a autorização da Justiça do Mato Grosso que permitiu a mudança de nome e de sexo de um menino de 9 anos.

 

O parlamentar comentou o caso com o senador Sérgio Petecão (PSD-AC) que faz parte da Frente da Família e juntos tentarão impedir que isso aconteça.

 

Magno Malta se mostra aterrorizado com a forma como a criança se imagina, pois, o garoto diz que quer se tornar mulher para ter um marido e gerar três filhos.
“Imagine um juiz autorizando um menino de 9 anos a mudar de sexo, dizendo que a criança tem o direito de decidir”, explica o senador.

 

“Doutor juiz, como um menino imagina que vai ter três filhos, um menino… e sabe o que está fazendo?”, questiona o parlamentar ao notar a inocência do garoto por achar que assumir o nome de uma mulher e retirar seu órgão genital será possível gerar uma criança com outro homem.

 
Petecão se compromete a agir junto para mostrar que a criança não tem consciência suficiente para decidir se quer ou não mudar de sexo.

 

Relembre o caso:

 

Na decisão, o juiz Anderson Candiotto, da 3ª Vara da Comarca de Sorriso, a 420 km de Cuiabá, afirmou que o garoto nasceu com “anatomia física contrária à identidade sexual psíquica”.
O menino já se veste e se comporta como menina e para o juiz isso já seria suficiente para permitir a mudança de sexo.

 

A ação foi aberta pela própria família do garoto que apoia a decisão, tanto que desde quando o menino tem seis anos ele já é chamado por um nome feminino.

 

“Os pais são os grandes heróis da história, pois ao invés de fugir do preconceito preferiram lutar pela felicidade da criança, que já sabe da sentença e está se sentindo realizada”, afirmou o juiz.

 

GOSPEL PRIME

OUTRAS NOTÍCIAS