Marcada licitação para seis grandes obras em escolas municipais

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Espaços serão modernizados e adequados ao novo padrão arquitetônico

A licitação para o primeiro pacote de obras, para reforma e intervenções de grande porte nas escolas municipais, foi marcada para 25 de novembro, às 8h30, na Secretaria de Administração, localizada na Av. Sampaio, nº 344. O certame, que acontecerá de forma presencial, contempla a reformulação de seis unidades escolares.

A contratação da empresa ou consórcio de empresas será através da modalidade Regime Diferenciado de Contratação (RDC), tipo técnica e preço. É de responsabilidade da contratada a execução da reforma e ampliação das unidades, incluindo a elaboração dos projetos executivos de arquitetura e projetos complementares de engenharia. O edital com todas as informações pode ser consultado aqui.

As escolas municipais beneficiadas são: Antônio Carlos Pinto de Almeida, no Papagaio; Dr. Nilton Bellas Vieira, no Parque Getúlio Vargas; Ester da Silva Santana, na Mangabeira; Professora Almira Pereira Lago, no Campo do Gado Novo; Professora Helena Assis Suzart, no Caseb; e finalmente a Deocleciano Martins Da Silva, localizada no povoado de Pé de Serra, no distrito Maria Quitéria

As unidades terão seus prédios atuais demolidos parcialmente ou totalmente, com isso suas áreas construídas serão ampliadas em, pelo menos, 200% . Os espaços serão modernizados e atualizados de acordo com o novo padrão arquitetônico adotado pela Secretaria de Educação.

Mais dois pacotes de obra estão sendo licitados

Além deste primeiro pacote de obras, mais dois estão sendo preparados para o processo licitatório. Ao todo, vinte escolas serão totalmente reformadas.

Segundo a secretária de Educação, professora Anaci Paim, há algum tempo providências estão sendo adotadas para agilizar os procedimentos.

“Nossa equipe de engenharia precisou de um período para fazer as visitas técnicas às escolas, levantar todas as necessidades e, assim, fazer diagnósticos locais para as obras. Foram analisadas individualmente a condição de cada unidade escolar. Estamos fazendo o possível para colocar os projetos em prática o mais rápido possível e com qualidade”, afirma Anaci.

Foto: ACM- Secom

OUTRAS NOTÍCIAS