Versículo do dia
Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.

Marcelo diz que ser capitão da seleção brasileira ‘não tem preço’

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Escolhido por Tite para ser o capitão da seleção brasileira pela primeira vez, o lateral-esquerdo Marcelo afirmou que carregar a braçadeira na equipe nacional é a realização de mais um sonho no futebol. O jogador costuma se revezar na função no Real Madrid com o espanhol Sergio Ramos, mas, para ele, ser capitão do Brasil é especial.

 

“É um orgulho imenso só de poder representar o meu País. Ser capitão da seleção pela primeira vez, então, não tem preço”, afirmou nesta quarta-feira, logo após o último treino da seleção antes da partida com o Equador, na Arena Grêmio. “Trabalhei minha vida inteira pra desfrutar desse momento na seleção e estou muito feliz por isso.”

 

Desde que assumiu o Brasil, Tite tem adotado rodízio de capitães. Marcelo será o décimo deles. “Acredito que tenho minha parte como líder dentro da seleção brasileira, e por isso vou tentar ajudar. Mas acho que não muda muito ser capitão ou não. Cada um na equipe tem a sua parcela [de responsabilidade]”, comentou o lateral.

 

Questionado sobre o que ele achava do rodízio de capitães, algo incomum no futebol, o jogador foi bem direto. “Não importa se o cara foi 40 ou 50 vezes. Se você foi duas e ajudou o time, é o mais importante.”

 

Com informações do Estadão Conteúdo.

OUTRAS NOTÍCIAS