Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 06/11/2019

Membros da Igreja Batista são homenageados em sessão solene

Com discursos e palestras pontuados pela fé, a Câmara Municipal de Feira de Santana realizou, na noite desta terça-feira (5) uma sessão solene para comemorar o Dia Municipal das Igrejas Batistas, por iniciativa do vereador Cadmiel Pereira Mascarenhas. O plenário e a galeria da Casa da Cidadania ficaram lotados por representantes da Igreja, que teve destacada a sua importância no trabalho de evangelização, bem como nos projetos de desenvolvimento social.

 

O palestrante da noite, Pastor Jamir Sbrama, da Primeira Igreja Batista, traçou uma linha do tempo para contar que os batistas modernos são herdeiros espirituais de um antigo movimento que defendia a separação da Igreja do Estado e, por isso, sofreram severa perseguição. “Eles não aceitavam o controle do Estado sobre as igrejas, fugiram da Inglaterra e chegaram às colônias da América do Norte, que mais tarde se tonariam os Estados Unidos”, contou o Pastor.

 

Segundo ele, os batistas buscavam liberdade religiosa para defender a sua fé. “Hoje, são quase sete mil igrejas”, contabilizou, citando que a primeira Igreja Batista no Brasil foi criada em 1881. “Chegaram em Feira de Santana no início da década de 1940”, disse, citou o Folha do Norte, que noticiou, em 1941, a chegada de uma caravana liderada pelo pastor Ebenezer. Hoje a Bahia conta com mais de 200 mil batistas. “Marchamos juntos com outros evangélicos, com o mesmo muro para nos proteger”, frisou o palestrante.

 

Ao saudar os presentes, o vereador Cadmiel Pereira Mascarenhas ressaltou a importância da Igreja Batista no contexto histórico, especialmente em Feira de Santana. “A Igreja é um instrumento de Deus para formar o caráter do homem e construir a família e a cidade, no processo de evangelização”, afirmou o vereador, destacando o trabalho da Igreja Batista em prol do crescimento de Feira de Santana.

 

“O que seria das cidades se as igrejas evangélicas não tivessem abraçado as causas sociais e não tivessem aberto os centros de recuperação, por exemplo”, indagou o vereador. “A Igreja Batista tem um perfil de organização”, disse Cadmiel, definindo os envangelizadores da congregação como verdadeiros “heróis da fé”, ao justificar a homenagem prestada a pastores, bispos e apóstolos indicados por ele e outros vereadores.

 

Também se pronunciou o Apóstolo Edson Melo, presidente da Associação dos Ministros Evangélicos (AME), que defendeu a unidade de pensamento entre os evangélicos, independente de denominação, considerando que “todos fazem parte da comunidade evangélica”. Ele agradeceu ao Legislativo, em especial ao vereador Cadmiel Pereira pela iniciativa de comemorara data e homenagear os representantes da Igreja Batista.

 

Durante a sessão, foram homenageados os Pastor Renilson de Souza Ramos (Gilmar Amorim), Pastora Lêda Angélica dos Santos Marinho (Eremita Mota de Araújo), Pastor Clehondes Souza Silva (José Marques de Messias – Zé Curuca), Pastor Leolindo Ferreira Alves (Ronaldo Almeida Caribé – Ron), Jivanildo Araújo da Silva (Luiz Augusto de Jesus – Lulinha), Pastores Damião Leônidas e Manoel Pedro de Souza, Bispo José Augusto Soares deSá Barreto e Apóstolo Edson Melo (Cadmiel Pereira).

 

A sessão foi conduzida pelo vereador Marcos Antônio dos Santos Lima, 2º vice-presidente da Casa Legislativa, que compôs a Mesa de Honra ao lado vereador licenciado Justiniano França, secretário municipal de Serviços Públicos, representando o prefeito Colbert Martins da Silva Filho; Apóstolo Edson Melo; Pastor Antônio José Batista Dias, presidente da Ordem dos Pastores Batistas de Feira de Santana; e o palestrante da noite.

 
Ascom