Versículo do dia
Pois, se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?

Metade dos cristãos americanos diz que sexo fora do casamento é aceitável, diz pesquisa

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

 

Embora a Bíblia desaprove o sexo antes do casamento, muitos cristãos consideram que a prática entre adultos é “aceitável” em algumas circunstâncias, de acordo com uma recente pesquisa do Pew Research Center nos Estados Unidos.

Metade dos cristãos diz que o sexo casual — definido como sexo entre adultos que não são casados — é às vezes ou sempre aceitável. Cerca de 62% dos católicos têm essa visão, assim como 56% dos protestantes de igrejas historicamente negras, 54% dos protestantes tradicionais e 36% dos evangélicos.

Entre aqueles que não têm religião, a grande maioria (84%) diz que sexo casual é aceitável, incluindo 94% dos ateus e 95% dos agnósticos.

A pesquisa não perguntou aos entrevistados se eles próprios se envolveriam em alguma dessas práticas. Em vez disso, questionou se o sexo casual é aceitável, “independentemente de você fazer isso”.

Quando se trata de sexo entre adultos solteiros que estão em um relacionamento sério, a distância entre cristãos e não religiosos é menos destacada. A maioria dos cristãos (57%) diz que o sexo entre adultos solteiros, que estão em um relacionamento sério, é aceitável. Isso inclui 67% dos protestantes tradicionais, 64% dos católicos, 57% dos protestantes de igrejas historicamente negras e 46% dos evangélicos.

Entre os americanos sem religião, 79% dizem que sexo entre adultos solteiros em um relacionamento sério é aceitável.

Há menos aceitação entre os cristãos — e americanos em geral — de uma série de outras práticas, como: fazer sexo no primeiro encontro, trocar fotos sexualmente explícitas com outros adultos e ter um relacionamento aberto (em que ambas as pessoas concordam que é aceitável se envolver com outras pessoas).

Os evangélicos têm menos probabilidade do que a maioria das outras denominações cristãs de achar essas práticas aceitáveis.

Fatores de influência

A frequência com que os americanos participam de cultos é outro fator que influencia em suas respostas. Aqueles que iam à igreja mensalmente ou mais antes da pandemia, são menos propensos a aprovar as práticas de sexo e namoro fora do casamento.

Menos da metade (46%) dos americanos que frequentam os cultos pelo menos uma vez por mês dizem que sexo entre adultos solteiros em um namoro é aceitável, em comparação com 74% daqueles que vão com menos frequência. E 35% daqueles que vão aos cultos pelo menos uma vez por mês dizem que sexo casual é aceitável, em comparação com 75% daqueles que vão com menos frequência.

Além disso, 12% daqueles que vão aos cultos pelo menos uma vez por mês dizem que é aceitável fazer sexo no primeiro encontro, em comparação com 38% que vão aos cultos menos do que mensalmente.

A idade também pode desempenhar um papel na visão dos americanos sobre essas questões. Os adultos mais jovens se identificam com mais frequência como não religiosos do que os mais velhos, e os adultos mais jovens também aceitam mais essas práticas de namoro.

FONTE: Guiame, com informações do Pew Research Center

OUTRAS NOTÍCIAS