Versículo do dia
Louvai ao Senhor! Bem-aventurado o homem que teme ao Senhor, que em seus mandamentos tem grande prazer.

Ministério Público afirma que líderes da Igreja Maranata integram uma organização criminosa

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

downloadNa última quarta feira (16), o Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJ-ES) decidiu, por unanimidade de votos, manter a denúncia feita pelo Ministério Público do Espírito Santo (MP-ES), contra líderes da Igreja Cristã Maranata. Em sua denúncia, o MP-ES afirma que os membros da cúpula da igreja integram uma organização criminosa.

 

De acordo com a denúncia feita pelo Ministério Público, os líderes da igreja se aproveitaram “da imunidade tributária aos templos de qualquer culto para ludibriarem fiéis e devotos mediante variadas fraudes visando desviar numerários oferecidos para finalidades ligadas à Igreja em proveito próprio e de terceiros, pessoas físicas e jurídicas vinculadas à quadrilha”.

 

Os pastores e líderes da igreja são acusados de desvio de dinheiro proveniente de dízimos e ofertas em uma investigação que culminou em uma operação do Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público, apelidada de “Entre Irmãos”. Segundo a investigação, o dinheiro desviado era utilizado por determinados membros da igreja para investimento em bens e vantagens particulares.

 

Segundo informações do G1, o desembargador substituto Fernando Estevam Bravin Ruy, relato do caso, afirmou que “a decisão de recebimento da denúncia encontra-se devidamente fundamentada, com alusão concreta aos fatos narrados na denúncia”.

 

Gospel +

OUTRAS NOTÍCIAS