Ministro: ‘Melhor ser sanfoneiro que ser presidiário e cachaceiro’

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

O ministro do Turismo, Gilson Machado, usou as redes sociais neste domingo (29) e também seus talentos musicais para alfinetar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seus apoiadores.

Famoso por tocar sanfona em eventos do governo federal, Machado publicou um vídeo em que aparece performando o instrumento e, na legenda, afirmou que “é melhor ser sanfoneiro e motoqueiro que ser presidiário e cachaceiro.”

O recifense ficou conhecido nas redes sociais como o “sanfoneiro de Bolsonaro”, após tocar em lives do presidente.

O atual ministro foi, inclusive, integrante de uma banda de forró eletrônico nos anos 1990, intitulada Brucelose.

https://publish.twitter.com/?query=https%3A%2F%2Ftwitter.com%2Fgilsonmachadont%2Fstatus%2F1432037726153490432&widget=Tweet

Recentemente, Machado rebateu críticas de Lula às alianças feitas por Bolsonaro com o Centrão, quando o ex-presidente questionou suposta “velha política” na gestão de Bolsonaro.

– O dinheiro do povo era para comprar o parlamento, abastecer ditaduras. O governo era capacho das empreiteiras e saqueava estatais, até presidente preso. Permitia erotização de crianças e o assassinato de 60 mil brasileiros por ano. Estamos tirando o país do buraco em que você [o] enfiou – disparou o ministro.

Pleno News

OUTRAS NOTÍCIAS