MP pede absolvição de acusado de espancar até a morte mãe do cantor gospel Delino Marçal

O Ministério Público de Goiás (MPGO) pediu a absolvição do jovem Matheus Macaubas Lima Santos, acusado de matar a mãe do cantor Delino Marçal, em Goiânia. Odete Rosalina Machado, de 79 anos, foi espancada até a morte na igreja em que era pastora. Um laudo apontou que o jovem foi considerado “incapaz” de saber o que estava fazendo no momento do crime.

Em um Termo de Deliberação em Audiência de Instrução e Julgamento, do dia 1º de novembro, o MP pediu a dispensa de oitiva de todas as vítimas e testemunhas arroladas na denúncia, e pediu que seja acolhida a tese de “absolvição pela inimputabilidade do acusado”, arguida pela Defesa em resposta à acusação.

Em resposta, o juiz, que não viu nenhum prejuízo para a defesa e considerando que os advogados do acusado não participaram do ato, acolheu o pedido do MP no sentido de dispensar a oitiva de todas as vítimas e testemunhas arroladas na denúncia. Além disso, o magistrado determinou que a defesa seja intimada para se manifestar em cinco dias.

O g1 entrou em contato com o MP, por e-mail enviado às 15h48 desta terça-feira (13), e com o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), por mensagens enviadas às 16h20, para saber se houve alguma definição do pedido do MP, e aguarda retorno desde a última atualização.

Em 11 de abril deste ano, um laudo emitido pela junta médica do TJ, apontou que Matheus foi considerado “incapaz” de entender e determinar o que estava fazendo no momento do crime, em Goiânia.

O g1 ligou, às 17h07, para um advogado que consta no documento como sendo da defesa de Matheus, para pedir um posicionamento, e aguarda, desde a última atualização, uma resposta.

A reportagem também pediu uma posição a Delino Marçal, por meio de sua assessoria, por mensagem enviada às 17h09, e aguarda retorno desde a última atualização.

Fonte G1 e foto reprodução rede sociais

OUTRAS NOTÍCIAS