Mulher recebe proposta indecente ao pedir para comprar gás fiado

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Uma mulher que estava necessitada pediu gás de cozinha fiado para um comerciante da região em que mora e foi assediada por ele, no Paraná. A vítima relatou que as autoridades não deixaram ela registrar boletim de ocorrência por falta de um ato físico de abuso.

A vítima exerce o trabalho de manicure, mas durante 20 dias pôde exercer a profissão porque os filhos adoeceram. Com a falta de renda, a mulher pediu gás fiado para um comerciante.

Em conversas gravadas por telefone, o homem afirma que, para a vítima ganhar o gás, ela teria que “ficar” com ele. A mulher chega a falar que é casada e recebe como resposta uma piada: “Mas é como diz o ditado: cavalo atado também pasta, né”, diz o assediador, rindo.

O marido da mulher, quando descobriu ficou irritado, mas a esposa o acalmou. A vítima chegou a ligar para a polícia, recomendando que ela procurasse uma Delegacia da Mulher. “Me pediram para ir na Delegacia da Mulher, também nao consegui abrir o boletim de ocorrência. Me falaram que, como ele não me ‘pegou’, não me ‘relou’, nada desse tipo, aí nao teria como registrar. E me pediram para ir à Defensoria Civil”, relatou a mulher.

A reportagem tentou contato com o dono da distribuidora de gás, mas ele não estava no local.

SBT News – foto Marcelo Casal (arquivo)

OUTRAS NOTÍCIAS