Versículo do dia
Mas o que a não soube e fez coisas dignas de açoites com poucos açoites será castigado. E a qualquer que muito for dado, muito se lhe pedirá, e ao que muito se lhe confiou, muito mais se lhe pedirá.

Na reta final para o Enem, ouvir música pode ajudar a relaxar

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

música-800x531Agência Brasil – Depois de passar horas debruçado sobre os livros estudando para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que tal dar uma pausa e ouvir música? Na reta final para o exame, marcado para os dias 24 e 25 de outubro, a música pode ser uma aliada na hora de relaxar e até mesmo melhorar a concentração nos estudos. É o que defende o escritor e professor de psicanálise Paulo Miguel Velasco. Segundo ele, ouvir música ajuda a liberar tensões e melhora a disposição.

 

“A música atua sobre os principais neurotransmissores responsáveis diretos pelo humor e disposição física e mental. Atua tranquilizando a mente e recuperando o organismo para colocar novamente no cérebro a energia que foi perdida”, explica Velasco. Ele explica que depois de até quatro horas estudando, o cérebro está cansado e deixa de absorver conteúdos. Nesse momento, o ideal é dar uma pausa de até duas horas antes de encarar novamente a leitura.

 

A recomendação é organizar uma playlist com as músicas preferidas, dando prioridade para ritmos mais relaxantes. “Tem uma hora que a mente não suporta mais e não adianta estudar sem qualidade. É recomendável parar, sair da concentração e ir em busca de alívio para a mente. Pode-se deitar em um sofá ou na cama e ouvir música, num lugar onde ninguém incomode”, sugere o especialista.

 

No Colégio e Curso Miguel Couto, no Rio de Janeiro, a música é aliada ao alongamento na rotina de estudos para o Enem. Duas vezes por semana os alunos têm aula de educação física e, a poucos dias do exame, o relaxamento é prioridade. “A professora organiza um alongamento e relaxamento com música. Os alunos passam muitas horas sentados, o alongamento é importante para a recolocação postural. Isso tira a tensão e também prepara o corpo para fazer a prova, que exige resistência física”, diz o diretor Camilo Góes.

 

Segundo Góes, na reta final, a tensão tende a aumentar entre os estudantes e o apoio emocional, oferecido pela instituição desde o início do ano, é intensificado. “Agora é muito mais o abraço, o conforto emocional que qualquer outra coisa. Mostramos para os alunos que o nervosismo é infundado. Nessa etapa já tiveram várias aulas, fizeram simulados, lembramos a eles o quanto estudaram”, explica.

 

As provas do Enem serão aplicadas nos dias 24 e 25 de outubro em todos os estados e no Distrito Federal. Mais de 7,7 milhões de candidatos confirmaram a inscrição. O local de prova está disponível apenas pela internet, na página do Enem.

OUTRAS NOTÍCIAS