Esportes

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 28/01/2019

No primeiro grande teste, Santos derrota o São Paulo com sobras

São Paulo e Santos entraram em campo, neste domingo, com 100% de aproveitamento no Campeonato Paulista, mas faltava um grande teste para se ter uma ideia da força das equipes neste início de temporada. E, no primeiro desafio de peso, o time de Jorge Sampaoli fez bonito e conquistou uma bela vitória por 2 a 0, pela terceira rodada, no Pacaembu.

 

Mais do que a vitória, o Santos deixou uma boa impressão para seus torcedores. A equipe sobrou sobre o São Paulo, que iniciou a temporada com muita expectativa, por causa dos reforços que chegaram no início da temporada, como Pablo e Hernanes. O meia, inclusive, foi poupado no clássico.

 

Antes da bola rolar, os jogadores se reuniram no centro do gramado e respeitaram um minuto de silêncio pelas vítimas das tragédia de Brumadinho (MG). Após as homenagens, o duelo começou intenso, com o Santos propondo mais o jogo e demonstrando maior organização do que o São Paulo. Com o Pacaembu cheio de santistas nas arquibancadas, o time de Jorge Sampaoli teve o domínio do clássico, mas sofreu nos minutos iniciais com a boa marcação adversária.

 

Aos poucos, os espaços foram surgindo e o Santos passou a transformar o domínio de bola em oportunidades de gol. Foram pelo menos três chances que pararam em Tiago Volpi. Do outro lado, o São Paulo não conseguia criar e, quando tinha a bola no pé, apostava nos chutões pelas pontas, sem efeito. Helinho claramente sentiu o jogo, tanto que foi substituído no intervalo

 

Depois de muito pressionar, o Santos conseguiu abrir o placar em jogada de bola parada. Jean Mota cobrou falta da direita para o meio da área, Luiz Felipe saltou mais do que todo mundo e desviou de cabeça, sem chances para Volpi, fazendo justiça ao placar no Pacaembu.

 

No segundo tempo, Jardine resolveu colocar Diego Souza no lugar de Helinho, em busca de uma referência para a área. O São Paulo apresentou uma leve melhora e até deixou o jogo um pouco mais equilibrado, até que uma cobrança de falta infeliz resolveu o clássico.

 

Bruno Peres bateu falta para dentro da área do Santos, a zaga desviou e armou o contra-ataque. Alison recuperou a bola e lançou para Derlis González partir em velocidade, driblar Tiago Volpi e mandar para as redes, aos 21 minutos.

 

O gol praticamente fez o São Paulo desistir do jogo. O time sentiu e a partida perdeu boa parte de sua intensidade, já que o placar era bem favorável ao Santos, que ainda teve uma boa oportunidade nos minutos finais, com novamente Volpi fazendo a defesa. O time da Vila Belmiro passou com sobras pelo primeiro grande teste da temporada.

 

Líder do Grupo A do Paulistão com nove pontos, o Santos voltará a jogar na quinta-feira, quando vai visitar o Bragantino. Já o São Paulo, que segue com seis pontos e em primeiro na chave D, vai receber no mesmo dia o Guarani no Pacaembu.

 

FICHA TÉCNICA
SANTOS 2 x 0 SÃO PAULO
SANTOS – Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Orinho (Copete); Alison, Diego Pituca, Carlos Sánchez e Jean Mota (Aguilar); Soteldo (Felipe Cardoso) e Derlis González. Técnico: Jorge Sampaoli
SÃO PAULO – Tiago Volpi; Bruno Peres, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Jucilei, Hudson (Brenner) e Nenê (Liziero); Everton, Helinho (Diego Souza) e Pablo. Técnico: André Jardine
GOLS – Luiz Felipe, aos 44 minutos do prmeiro tempo; Derlis Gonzalez, aos 21 minutos do segundo tempo.
ÁRBITRO – Vinicius Furlan.
CARTÕES AMARELOS – Hudson, Reinaldo, Derlis González, Diego Pituca, Arboleda, João Paulo, Copete, Carlos Sánchez, Bruno Alves e Felipe Cardoso.
RENDA – R$ 630.964,00.

PÚBLICO – 18.601 pagantes.

 

LOCAL – Estádio do Pacaembu, em São Paulo.

 

Correio