Esportes

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 19/07/2018

No retorno do Brasileirão, Vitória bate Paraná e se distancia do Z-4

O Vitória fez o simples e garantiu uma boa nota no dever de casa, na noite desta quinta-feira, 18, no Barradão, em Salvador, ao derrotar o Paraná por 1 a 0. O resultado positivo afastou o Rubro-Negro da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

 

O time treinado por Vagner Mancini deu uma boa respirada na classificação. Agora é o 12º colocado, com 15 pontos. A 13ª rodada acaba nesta quinta, 19, com a realização de cinco partidas.

 

O resultado dá confiança ao Leão para jogar o Ba-Vi deste domingo, 22, às 16h, na Arena Fonte Nova. André Lima recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora do clássico.

 

Além do atacante Neilton, outro atleta que poderá ser escalado por Vagner Mancini é o meio-campista Yago, que também cumpriu suspensão na partida desta quarta.

 

Jogadores falam sobre triunfo

 

“Três pontos, 3 a 0, 4 a 0, é igual. O mais importante são os três pontos. É o que a gente queria, né? Recomeçar o Brasileirão com o pé direito. Agora vamos pensar no clássico”, explicou o centroavante André Lima, autor do gol.

 

“Muito feliz por ter estreado com o pé direito. A equipe do Vitória está de parabéns pelo resultado, por mais que tenha sofrido no final do jogo, mas faz parte. Campeonato Brasileiro é assim”, contou o volante Arouca, que foi um dos destaques do Leão.

 

Já o zagueiro Kanu também falou sobre a queda de rendimento no na parte final da partida. “O segundo tempo da gente não foi tão bom quanto o primeiro, mas futebol é assim mesmo”, justificou o xerife do Rubro-Negro.

 

O atacante Wallyson, que entrou na segunda etapa, disse: “O time voltando agora desse recesso é importante é ter esse resultado positivo. Acho que a vitória era muito importante para a gente sair de perto de lá de baixo. O adversário teve poucas chances”.

 

O jogo

 

Depois de pouco mais de um mês longe dos gramados por causa da disputa da Copa do Mundo, o Vitória voltou a campo com uma postura eficiente, aprovada pelos mais de seis mil torcedores que foram ao Manoel Barradas para matar a saudade do Leão.

 

No meio-campo, Arouca, único estreante do Vitória na partida, coordenou o início das jogadas e fez a sua parte na marcação. Uma boa atuação do volante.

 

Mesmo assim, faltou criatividade para assustar o Paraná. A ausência de Neilton, que teve de cumprir suspensão pelo acúmulo de cartões amarelos, talvez tenha sido o principal motivo para a pouca inspiração ofensiva.

 

O primeiro lance perigoso ocorreu aos três minutos, quando Kanu subiu mais que a zaga após cobrança de falta para cabecear firme e exigir boa defesa do goleiro Thiago Rodrigues.

 

Depois de alguns minutos sem ser perigoso, o Leão chegou ao gol da vitória aos 36. Lucas Fernandes pegou rebote de falta cobrada na área e chutou firme, na trave. A bola sobrou para André Lima, que só teve o trabalho de escorar para a rede e correr para o abraço.

 

Na segunda etapa, o Vitória não se arriscou ao ataque, mas a postura defensiva poderia ter custado caro. No final do jogo, um cruzamento de Júnior encontrou Raphael Alemão na pequena área, livre, mas o atacante paranista errou a finalização.

 

 

A Tarde