No STF, André Mendonça usa trechos da Bíblia para defender abertura de igrejas

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
25/09/2019 Credito :Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil - O advogado-geral da União, André Mendonça participa do lançamento do Portal do Observatório Nacional.

O advogado-geral da União, André Mendonça, usou versículos bíblicos nesta quarta-feira (7/4) para defender a abertura de templos religiosos em meio à pandemia da covid-19. Os ministros analisam um pedido do PSD para que governos sejam proibidos de fechar igrejas como medida sanitária para conter a pandemia do novo coronavírus.

O partido ingressou no Supremo contra decreto do governador de São Paulo, João Doria, e o ministro Gilmar Mendes negou o pedido, enviando o tema para análise do plenário. O tema coloca em lados opostos Gilmar e o ministro Kassio Nunes Marques, que na semana passada determinou os templos continuassem abertos. Nunes atendeu outro pedido, da Associação Nacional dos Juristas Evangélicos.

Em sua sustentação oral, para argumentar em defesa da abertura das igrejas, André Mendonça, que focou seu discurso nos evangélicos, citou o versículo Matheus 18:20, da Bíblia Sagrada, que conclama a união de pessoas em prol da fé.

Correio Brasiliense- (crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil )

OUTRAS NOTÍCIAS