Noivos se casam em igreja alagada após temporal 

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Quatro anos de namoro e tudo o que o casal Lílian e Fernando sonhava era trocar alianças e dizer ‘sim’ um para o outro. A pandemia do coronavírus adiou o desejo deles por duas vezes, até que os noivos finalmente conseguiram marcar o casamento para esta quinta-feira (23), porém um temporal atingiu Montes Claros (MG) e ameaçou tudo. Mas a vontade de se unirem era tão grande, que eles seguiram com os planos mesmo com as ruas e a igreja debaixo d’água.

A situação inusitada foi registrada pelos convidados e ganhou as redes sociais. Imagens do casamento sendo realizado em meio ao temporal ganharam a internet. Mas a aventura começou mesmo antes da noiva entrar na igreja.

“Passei o dia bem empolgada, mas de noite começou a chover e eu já estava pronta, esperando o tempo estiar. Eu não gostaria que os meus convidados esperassem por mim, mas quando chegamos na igreja, as ruas já estavam bastante alagadas e, enquanto manobrávamos, o carro atolou. Quando saiu, precisávamos andar poucos metros, mas logo depois caiu uma tromba d’água e o carro morreu no meio do cruzamento, logo eu já senti que estava entrando água no carro”, lembra a noiva.

Um primo de Lílian alertou para que ela não abrisse a porta do carro, pois a água invadiria o veículo. Os primos saíram do automóvel pelas janelas e passaram a carregar a noiva no colo até a igreja.

“Foram os curtos metros mais longos da minha vida. Eu tinha medo que algum deles caísse em um buraco ou bueiro, mas finalmente chegamos sãos e salvos. Foi diferente de tudo que a gente planejou, mas estávamos com as pessoas que eram importantes para a gente, então foi lindo”, destaca Lílian Guilhoto.


O noivo não esconde a emoção em relação à aventura para para se casar. “A gente não esperava que, além de enfrentar uma pandemia, a gente ia ter que enfrentar um dilúvio. Muita provação”, brinca ele.

A celebração surpreendeu até mesmo quem está acostumado a ver casamentos sendo realizados de toda forma. “Em minutos a igreja ficou alagada, tivemos que tirar os padrinhos dos bancos onde estavam posicionados e levar para o altar”, explica a cerimonialista Ariane Oliveira.

Para o casal, a concretização do casamento mesmo em circunstâncias adversas foi a verdadeira celebração do amor.

“Celebramos o amor, celebramos a vida, e a gente ressignifica todo o terror que passou”, conclui Lílian.

Por Zana Ferreira e Thiago França, g1 Grande Minas

OUTRAS NOTÍCIAS