Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 20/11/2019

Novo contrato possibilita correções na iluminação pública em até 72h

O novo contrato para manutenção da iluminação pública de Feira de Santana tem como objetivo principal dar mais celeridade nas intervenções. Agora, a empresa responsável, não só pela manutenção, mas também por gerir o parque de iluminação do município, terá um prazo de até 72h para resolver os problemas.

 

O contrato já está em vigor desde o dia 16 de outubro. No período de 30 dias a empresa já realizou 5.379 intervenções. O distrito de Humildes foi a localidade com mais intervenções, 826. O novo sistema implantado pelo Governo do prefeito Colbert Martins Filho foi apresentado para a imprensa em entrevista coletiva realizada na tarde desta quarta-feira, 20, na Secretaria de Serviços Públicos (Sesp).

 

O secretário da pasta, Justiniano França, e um representante da empresa tiraram todas as dúvidas dos jornalistas presentes. Ele ainda afirmou que no prazo de 45 a 60 dias o parque de iluminação será normalizado. Mutirões estão sendo realizados, além do trabalho diário. Agora o atendimento as demandas passam a ser de domingo a domingo.

 

Esse novo contrato vem para corrigir o passivo dos anteriores. Antes o valor era para atender a demanda de 40 mil postes (quantitativo da época). Hoje a cidade já tem mais de 60 mil. “Além de sanar esse déficit, estamos também melhorando a questão da segurança pública, que é uma das maiores reclamações da população”, afirma o secretário.

 

Os valores mensais do novo contrato não fogem a realidade. A licitação atual gera uma despesa aproximada de R$ 400 mil por mês. No antigo contrato chegava em torno de R$ 380 mil.

 

“A diferença é que agora a empresa tem a obrigação de atender todas as demandas pelo mesmo valor. No outro contrato era pago por cada serviço”, explicou Justiniano França.

 

Os mutirões de troca de lâmpadas na cidade já estão sendo realizados. Em cinco distritos as equipes já realizaram o trabalho. Os próximos serão os distritos de Tiquaruçu, Ipuaçu e Jaíba. Nos bairros, o serviço começa nesta quinta-feira, 21, no bairro da Mangabeira, local onde há muitas reclamações.

 

O secretário informa que mutirões também são realizados nos residenciais do Minha Casa, Minha Vida diariamente. “Neste momento da entrevista, por exemplo, a equipe está no bairro Feira VII”.

 

Justiniano França apresentou também algumas novidades que serão implantadas junto a empresa, através deste novo contrato. Uma delas é o georreferenciamento para cadastrar a quantidade exata de postes que existem no município – hoje trabalha com o número apresentado pela Coelba.

 

Esse estudo vai possibilitar a Prefeitura saber não só a quantidade, mas também que tipo de iluminação e potência aquele poste tem. Além de ficar registrado o histórico (se houve trocas e quando foram realizadas). Cada poste terá uma numeração, que facilitará a população a fazer as reclamações com mais precisão.

 

Dentre as novidades está a mudança no sistema de recebimento das reclamações. Como é feita através do aplicativo 156 e da central telefônica 156, as demandas chegam e tem que ser inscritas no sistema, o que demanda um tempo. Agora toda reclamação deve ser encaminhada de forma digital automaticamente para o sistema da empresa.

 

A entrevista coletiva contou com a presença do secretário de Comunicação Social, Valdomiro Silva; do chefe de gabinete da SESP, Deibson Cavalcante; do diretor de Iluminação Pública, João Marcelo Gomes; e representantes da empresa.

 
Secom