Pastor achado morto em igreja teria recusado a pagar “dízimo” para facção criminosa

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Um crime fatal! O pastor de uma igreja evangélica foi encontrado morto pela própria esposa, após sair de casa no dia anterior, alegando que iria para o templo da sua denominação para orar.

Mariceudo Belém da Silva, de 37 anos, foi encontrado com as mãos amarradas e caído no chão, já sem vida, na atravessa Açaí, no Bairro Belo Jardim 1, na região do Segundo Distrito de Rio Branco.

Mauriceudo era pastor da Igreja Pentecostal a Verdade Liberta. Segundo informações colhidas com a sua esposa pela Polícia Militar do Acre, o pastor saiu de casa para orar na noite anterior e não retornou.

Pelo fato de Mauriceudo dormir no templo algumas vezes, a esposa não achou nada de anormal até o dia posterior, quando encontrou o corpo do marido já sem vida. Peritos constataram no local que o pastor foi atingido com um tiro de arma de fogo na nuca, segundo informações do G1.

Policiais fizeram buscas no local atrás dos criminosos, mas até o momento ninguém foi preso.

Segundo informações do Contilnet, pessoas próximas do local e também a Polícia Civil acreditam que o pastor possa ter sido vítima de facções criminosas, por ter se recusado a pagar uma espécie de “dízimo” cobrado pelos bandidos.

O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Gospel +

OUTRAS NOTÍCIAS