Pastor chinês é condenado a um ano de prisão por proteger cruz

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

downloadEm junho de 2014 cerca de 50 membros de uma igreja cristã na China tentaram impedir que a cruz do templo fosse removida pelas autoridades do país. Um mês depois o pastor Huang Yizi, responsável pela igreja, foi preso e agora condenado a um ano de prisão.

 

A sentença foi dada pelo Tribunal Popular em Pingyang onde centenas de pessoas acompanharam, sendo a maioria delas cristãos, que aguardavam pela liberação do líder religioso.
O advogado do pastor, Zhang Kai, afirmou que vai apelar ao tribunal esperando que Huang Yizi seja liberado da pena e possa voltar para sua família.

 

A sentença dada se refere ao crime de “juntar multidões para perturbar a ordem social”, uma tentativa deliberada do país em impedir o crescimento de cristãos, prática cada vez mais comum.

 
A retirada de cruzes e o fechamento de igrejas por alegações incoerentes como “construções ilegais” foi uma ação para impedir o crescimento de cristãos na China, os números são altos e preocupam o governo controlador que tenta de todas as formas barrar o surgimento de novas igrejas.

 

Gospel +

OUTRAS NOTÍCIAS