Versículo do dia
Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.

Pastor é assassinado por traficante instantes após orar por ele em ação de evangelismo

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

02Um pastor que desenvolvia trabalho de evangelismo e assistência social na Baixada Fluminense foi assassinado na tarde da última sexta-feira, 11 de novembro, por um homem por quem ele havia acabado de orar.

 

Marco Aurélio Bezerra de Lima, 48 anos, (foto) liderava a Assembleia de Deus Ministério Missão Sem Fronteiras, na cidade de Belford Roxo (RJ). Ele era conhecido por seu trabalho de evangelismo e recuperação de dependentes químicos nas favelas da região.

 

De acordo com o jornal O Globo, o pastor Marco Aurélio havia saído para evangelizar traficantes nas redondezas da favela conhecida como Gogó da Ema, e estava de carona com um amigo, chamado Wilker.

 

Em certo momento, o pastor foi abordado por um homem que estava sob efeito de drogas, e então eles conversaram e o rapaz aceitou receber uma oração. Ao final, Marco Aurélio se abaixou para pegar sua muleta e o dependente químico se assustou, atirando no tórax do pastor.

 

O relato do momento em que Marco Aurélio foi atingido foi feito pelo também pastor David Silva, responsável por uma filial da denominação na cidade. “Ele foi um pai para mim. E era para eu estar com ele naquele momento, só não estava porque precisaram de mim na igreja. Mas antes de ajudar a recuperar vidas, eu fui um deles, e sei a importância desse trabalho. Por isso iremos continuar esse legado que ele nos deixou”, disse Silva.

 

Marco Aurélio era conhecido das pessoas na região por seu trabalho religioso e social, já que há 15 anos se dedicava a essa causa. Seu corpo foi enterrado no sábado, 12 de novembro, no Cemitério da Solidão, em Belford Roxo.

 

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) anunciou que investigará o caso a partir da perícia que foi realizada na cena do crime. Diligências já foram autorizadas com o intuito de identificar o assassino.

 

GOSPEL +

 

OUTRAS NOTÍCIAS