Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 29/01/2019

Pastor é preso após confessar ter encomendado morte da nora

Um pastor da Assembleia de Deus Ministério Belém foi preso na última quarta-feira, 23 de janeiro, por envolvimento na morte de Mirele Peixoto Souza Teodoro, 22 anos. A jovem era sua nora e deixou uma menina de oito meses.

 

Adir Neto Teodoro, 52 anos, advogado, é pastor auxiliar do Ministério Belém – mais conhecido como AD Belenzinho – e confessou ter ordenado a morte da jovem após os investigadores descobrirem seu envolvimento no crime através de imagens gravadas por câmeras de segurança. Ele foi visto com Mirele antes de seu desaparecimento.

 

O delegado do Setor de Homicídios de Mogi das Cruzes, Rubens José Ângelo explicou que o pastor levou a vítima ao encontro do carrasco. Mirele morava em Vila Bancária, em São Paulo, e antes de seu desaparecimento tinha saído de casa para uma entrevista de emprego. Ela era casada com o filho do pastor, mas estavam separados de maneira informal há seis meses, segundo informações do portal Suzano Hoje.

 

Após o desaparecimento ter sido informado à Polícia, buscas foram iniciadas e seu corpo foi achado com um ferimento a bala na nuca, em uma área de mata à beira da Estrada do Taboão, em Mogi das Cruzes, no dia 15 de janeiro. Mirele foi identificada por meio de exame de impressões digitais.

 

“O pastor é um sujeito doutor em filosofia, formado em direito. Ele é um palestrante conhecido no universo evangélico, fazendo palestras sobre como se deve proceder para se chegar ao céu ou à vida eterna, de forma pacífica. Enfim, isso chamou atenção porque trata-se de um lobo em pele do mais absoluto cordeiro”, comentou o delegado seccional Jair Barbosa Ortiz.

 

AD Belenzinho
O caso chocou direção e membros da Assembleia de Deus Ministério do Belém. A denominação divulgou nota informando que “a direção da instituição já tomou as medidas cabíveis para o desligamento do mesmo do rol de membros da Igreja”.

 

“A instituição está surpresa com a notícia e aguardando o pronunciamento oficial do Judiciário e da autoridade policial que está responsável pelo caso”, pontua o texto, acrescentando que “os fatos veiculados não tem nenhuma ligação com a instituição”.

 

A Convenção Fraternal Interestadual das Assembleias de Deus do Ministério do Belém (CONFRADESP) publicou uma portaria assinada pelo pastor José Wellington Bezerra da Costa, presidente da convenção, afastando o pastor de suas funções e instaurando um processo ético disciplinar para expulsão de Adir Neto Teodoro.

 

Gospel +