Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 22/01/2019

Pastor Josué Valandro Jr fala sobre amizade com o presidente: “Um homem íntegro”

O pastor Josué Valandro Jr., líder da Igreja Batista Atitude, no Rio de Janeiro, falou sobre sua relação de amizade com o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL) e sua esposa, Michelle, que é membro da denominação.

 

Valandro Jr. conheceu Bolsonaro em 2017, durante uma festa de época realizada pela igreja. Ele foi apresentado ao então deputado federal por Michelle, que estava atuando como voluntária no evento.

 

“Fiquei impressionado demais. Ele inspirava verdade. Não vi nele o discurso para me convencer”, disse Valandro Jr. à revista Época, descrevendo o momento em que teve o primeiro contato com Bolsonaro. “Ele já era candidato a presidente, mas ainda estava no início da caminhada, com muito descrédito. Todo mundo achava que era um franco-atirador e que não ia dar em nada”, descreveu o pastor.

 

Durante a campanha, Valandro Jr. orou por Bolsonaro durante um culto, e o vídeo viralizou nas redes sociais. Mas o pastor garante que embora tenha se tornado amigo, não levou a igreja a fazer campanha por Bolsonaro: “Em nenhum momento o coloquei no púlpito e disse ‘Esse é o meu candidato’. Nunca usei de um sermão para brincar ‘Olha, 17 é Bolsonaro, hein?’. Em minhas redes sociais pessoais eu publiquei algo relativo à campanha, não nas da igreja. Orei por ele como orei por outros”, resumiu.

 

A Igreja Batista Atitude, segundo Valandro Jr., começou “com 27 pessoas e hoje tem mais de 10 mil”, e os holofotes pela presença de Michelle Bolsonaro têm ajudado a igreja a se tornar ainda mais conhecida. “Hoje, mais gente está sabendo da igreja em função de a Michelle ser membro, sem sombra de dúvidas. Mas o que fez o crescimento foi uma manifestação do poder de Deus neste lugar, pessoas sendo curadas, famílias sendo restauradas, gente 15 anos aprisionada por drogas largando tudo, mulher abandonada pelo marido recuperando a autoestima e deixando de tomar remédio tarja preta, é o poder de Deus”.

 

Casal
Valandro Jr. testemunhou que a relação do presidente com a primeira-dama é inspiradora: “Ele é uma ternura, um homem muito respeitoso com a mulher. Não vou dizer que tenha influência sobre ela, mas existe uma relação conjugal saudável, em que essa esposa tem direito de dizer o que pensa, o que gosta, o que não gosta e de lidar com seu marido como toda esposa”.

 

No dia da posse presidencial, Valandro Jr. afirmou que se emocionou: “Eu estava de frente para a rampa e vi um homem que tem uma ótima intenção para com o Brasil, comprometido com a lisura. Não é um homem perfeito, mas é um homem íntegro”.

 

Uma das coisas que o pastor se orgulha é dos nomes que ocupam o “time” ministerial: “Você olha para o astronauta Marcos Pontes e diz ‘Meu Deus, quem estava mais qualificado no Brasil para ser o ministro da Tecnologia?’. Olha para o outro lado e vê um Sergio Moro. Quem no Brasil está mais habilitado para ser um ministro da Justiça? Esse homem corajoso”.

 

Sobre as suspeitas que cercam o filho mais velho do presidente, Flávio Bolsonaro (PSL), eleito senador pelo Rio de Janeiro, e seu ex-assessor, Fabrício Queiroz, o pastor foi objetivo: “Todo mundo tem de ser investigado e acho que no governo Bolsonaro aparecerão pessoas que vão decepcionar também. E, quando aparecer, têm de ser tiradas”, defendeu.

 

Gospel +