Pastor morre com sintomas de Covid-19 enquanto aguardava vaga em UTI e família desabafa: ‘Terrível’

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

O pastor evangélico Sivaldo Tavares da Silva, de 75 anos, morreu com sintomas de Covid-19 enquanto aguardava uma vaga de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Itanhaém, no litoral de São Paulo. Familiares lamentaram o caso e fizeram um alerta sobre os cuidados em meio à pandemia. “Essa doença é terrível. Se cuidem, porque não é brincadeira”, disse Cláudio Tavares da Silva, filho do pastor.

Além de Sivaldo, a esposa dele, Lina Balbina da Silva, também aguardava vaga. Entretanto, segundo apurado pela reportagem junto à Secretaria de Saúde do Estado, ela conseguiu transferência ainda nesta segunda-feira (15) para uma UTI.

O idoso ficou 12 dias aguardando transferência para uma UTI, de acordo com o depoimento de familiares à TV Tribuna, afiliada da Rede Globo. Com hospitais lotados, não foi possível, e Sivaldo faleceu no último domingo (14).

“Acabei de perder meu pai, depois de 12 dias correndo atrás de vaga em UTI. Tudo lotado, não consegui vaga. Não acreditam, até acontecer na família deles, a aflição que estamos sentindo, 12 dias de aflição”, desabafou a filha, Andrea Tavares da Silva.

Dois netos do casal também estariam contaminados pela Covid-19, segundo explicaram os familiares. Apesar disso, apenas o casal precisou de internação. Segundo apurado pela reportagem, Lina foi encaminhada para um hospital em Itanhaém, onde conseguiu a vaga.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado, a Central de Regulação de Ofertas e Serviços de Saúde (Cross) conseguiu auxiliar na identificação de serviço para receber Silvado Tavares. A vaga foi cedida, mas, por conta do quadro grave, com histórico de comorbidades, ele faleceu antes de ter condições para transferência.

G1

OUTRAS NOTÍCIAS