Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 01/08/2018

Pastor Ricardo Gondim ataca Bolsonaro: “Fascista e burro”

O pastor Ricardo Gondim voltou a atacar o candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL) através das redes sociais, após a entrevista da última segunda-feira, 30 de julho, ao Roda Viva, da TV Cultura.

 

“Preocupa, mas preocupa de verdade, saber que largos segmentos cristãos validam o tal candidato fascista e burro”, disparou Gondim, que milita ativamente pela ideologia de esquerda e se coloca, há anos, como opositor das principais lideranças evangélicas.

 

A publicação no Twitter não foi a primeira vez que Gondim teceu críticas a Bolsonaro. Em maio último, referiu-se ao então pré-candidato como um “político de quinta”: “Bolsonaro, mesmo mais parecido com um Bateau Mouche que um Titanic, pode produzir um naufrágio épico para o Brasil”, escreveu o pastor da Igreja Betesda.

 

A novidade nas últimas críticas de Gondim a Bolsonaro foi a opção por usar um dos rótulos comuns aos militantes mais aficcionados pela esquerda: “fascista”. Até então, o pastor – dono de um dos vocabulários mais ricos no meio evangélico – se valia de análises mais profundas a partir de seu prisma ideológico.

 

“Tomo conhecimento de uma forte mobilização de igrejas evangélicas históricas para comporem a tripulação da nau fascista capitaneada por Bolsonaro – com comitês eleitorais e tudo. Eles querem um crente na presidência a qualquer custo. Insisto: por aqui, a tragédia de um Trump meia boca seria tenebrosa; e o custo de vidas, incalculável. – mais que do Titanic e do Bateau Mouche somados”, escreveu o pastor meses atrás, associando o político brasileiro ao presidente norte-americano.

 

 

Gospel +