Versículo do dia
Para que, segundo as riquezas da sua glória, vos conceda que sejais corroborados com poder pelo seu Espírito no homem interior; para que Cristo habite, pela fé, no vosso coração; a fim de, estando arraigados e fundados em amor.

Pastor sequestrado na Nigéria foi decapitado após se recusar a negar a Cristo

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

O pastor Lawan Andimi, membro sênior da Associação Cristã da Nigéria (CAN), foi decapitado pelos terroristas do Boko Haram nesta segunda-feira (20), de acordo com o jornalista veterano e especialista em terror islâmico Ahmad Salkida.

 

“Quebrar algumas notícias pode traumatizar. Estou lutando com um desses”, Salkida tuitou.

 

“O reverendo Andimi, sequestrado pelo BokoHaram, foi executado ontem. O Rev. Andimi era um líder da igreja, pai de seus filhos e da comunidade que ele serviu. Minhas condolências vão para a família dele”, escreveu Salkida.

 

Após sua apreensão no estado de Adamawa, em 2 de janeiro, o pastor Andimi divulgou um vídeo exortando sua família a não “sentir pesar por ele, pois a vontade de Deus deve ser respeitada”.

 

“Pela graça de Deus, estarei junto com minha esposa, filhos e colegas”, acrescentou. “Não chore, não se preocupe, mas agradeça a Deus por tudo.”

 

Respondendo às notícias da morte do pastor Andimi, o executivo-chefe da Christian Solidarity Worldwide, Mervyn Thomas, estendeu suas “mais profundas condolências à sua família, amigos e denominação”.

 

“Como cristãos, sabendo que existe vida após a morte, valorizamos o presente desta vida e nos unimos ao luto por um homem incomumente corajoso, que apesar de conhecer a morte era uma perspectiva muito real, manteve uma fé calma e profunda que continuará a inspirar por gerações”, disse ele ao Christian Today.

 

“Eles o mataram na floresta de Sambisa”, disse uma fonte à Save the Persecuted Christian, de acordo com o diretor executivo da organização sem fins lucrativos Dede Laugesen. “Eles o assassinaram porque ele se recusou a renunciar à sua fé. E porque eles não podiam angariar dinheiro para o resgate dele.

 

A fonte local, cujo nome não pôde ser revelado por razões de segurança, disse à Save the Persecuted Christian que os sequestradores de Andimi exigiram 2 milhões de euros em troca de sua libertação. No entanto, a comunidade eclesiástica carente só conseguiu levantar 2 milhões de nairas (4.969,88 euros).

 

Na semana passada, a CSW pediu ao governo do Reino Unido para manter conversações com o presidente nigeriano Muhammadu Buhari durante sua visita nesta semana, à luz de “um pico de violência e sequestros” no país.

 

Andimi não foi o único líder cristão que foi morto no estado de Adamawa nesta semana.

 

O pastor Denis Bagauri, da Igreja Luterana da Nigéria, um conhecido defensor político dos cristãos, teria sido morto por pistoleiros desconhecidos em sua casa em Nassarawo Jereng, na área do governo local de Mayobelwa no estado de Adamawa, na noite de domingo, segundo o The Daily Post .

 

Além disso, o Estado Islâmico publicou recentemente um novo vídeo que mostra uma criança soldado matando um homem cristão na Nigéria. A criança é vista declarando que “[e] não pararemos até nos vingarmos de todo o sangue derramado”.

 

De acordo com os meios de comunicação locais, o ISWAP assassinou cerca de 11 cristãos em dezembro do ano passado, supostamente para “vingar” a morte do líder do ISIS, Abu Bakr al Bagdadi, que foi morto durante um ataque liderado pelos EUA em outubro.

 

A Nigéria é classificada como o 12º pior país do mundo quando se trata de perseguição cristã, de acordo com a Lista Mundial da Perseguição 2020, da Portas Abertas dos EUA.

 

Fonte: Guia-me com informações de Faithwire e The Christian Post-(Foto: Reprodução/Faithwire)

OUTRAS NOTÍCIAS